-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

20 abril 2016

Ceará: quase 20 mil roubos no primeiro trimestre



Nos três primeiros meses do ano, o Ceará registrou 19.279 crimes violentos contra o patrimônio (CVP), que engloba os roubos, exceto os seguidos de morte (latrocínio). No mesmo período, em 2015, foram 16.163 ocorrências, o que representa um aumento de 19,27% em 2016. Já o índice de furtos reduziu 4,5% no primeiro trimestre, contabilizando 14.741 casos ante os 15.439 do ano passado.
Em 2016, março registrou o maior número de roubos, com 6.799 ocorrências, seguido de janeiro (6.503) e fevereiro (5.977). Com relação aos furtos, março também responde pela alta no índice, com 5.316 casos, seguido de janeiro (4.916) e fevereiro (4.509).
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) reconheceu que os números são altos e que tendem a aumentar, pois está reiterando esforços para que a população registre boletins de ocorrência. O objetivo é reduzir a subnotificação desses tipos de crimes. “Entre os esforços feitos está a implantação de totens de autoatendimento para o registro de boletins de ocorrências (BOs). A SSPDS reitera que consolidação de dados reais é de suma importância para que o policiamento seja direcionado de forma correta para áreas e horários em que os crimes acontecem. As polícias Civil e Militar vem desenvolvendo esforços em conjunto para combater os crimes”, afirmou, em nota, a pasta.
O registro do BO, explicou a SSPDS, viabiliza a intensificação de trabalhos policiais em locais com maior incidência de delitos. “O fortalecimento dessas ações é resultado da integração entre as forças de segurança; do trabalho focado nas áreas, horários e dias que apresentam maiores taxas de crimes, como roubos, com base em análises estatísticas e criminais”.
Horários
Os dados da SSPDS mostram que os roubos acontecem, na maior parte das vezes, entre 18 horas e 23h59, com o percentual de 33,9%. Em segundo lugar no ranking, entre 12 horas e 17h59, com 27,8% dos casos. Logo em seguida, destaca-se o período de 6 horas às 11h59 com 27,3% e, com menor incidência, no horário de zero hora às 5h59, com 11%.
No primeiro trimestre do ano, os furtos ocorreram com mais frequência nos horários da manhã, entre 6 horas e 11h59, contabilizando 33,9% dos casos. Em seguida, o perigo também é maior entre 12 horas e 17h59, com o registro de 29,4% dos casos. Logo depois, aparece o horário de 18 horas às 23h59, com o registro de 22% dos casos.
É alto o número de casos, tanto de furtos quanto de roubos nos primeiros dias da semana. Nos casos de roubos, 17,9% são registrados na terça-feira. Com relação aos furtos, a quarta-feira lidera com 17,5%. Os domingos são os dias que apresentam os menores índices de registros, tanto de furtos (11,4%) quanto de roubos (9,7%).
Ações
Conforme a SSPDS, ações voltadas para a redução da criminalidade no Ceará são parte do Programa Em Defesa da Vida, coordenado pela pasta e que tem como uma das premissas a integração do trabalho desenvolvido pelas Polícia Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Forense do Ceará (Pefoce).
O Programa é desenvolvido nas 18 Áreas Integradas de Segurança (AISs) do Estado, a partir das análises estatísticas e criminais da Secretaria.
Já o Pacto por um Ceará Pacífico, que abrange programas, projetos e ações para conter os índices criminais, opera a partir de políticas públicas interinstitucionais de prevenção social e segurança pública.
Entre as ações definidas, estão as implementações das Unidades de Segurança (Unisegs), realizadas juntamente com o novo projeto do Ronda. Cada Uniseg possuirá uma companhia da Polícia Militar e uma delegacia da Polícia Civil funcionando 24 horas. Ao todo, serão criadas 25 Unisegs em Fortaleza. “Os serviços de policiamento ordinário vão estar distribuídos no território da Uniseg em subáreas menores, de modo a maximizar a presença da Polícia Militar, com atuação ostensiva no atendimento ao cidadão para reduzir o tempo de resposta às ocorrências”, informou a SSPDS.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial