-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

13 maio 2016

Começa nesta sexta-feira (13), mais uma edição da Série B




Ceará é um dos cinco representantes do Nordeste na Série B em busca do acesso ( FOTO: JL ROSA )
Hoje será dada a largada da Série B do Campeonato Brasileiro, competição consolidada no cenário nacional, a porta de entrada para o sonho da Série A, agraciando quatro times. Serão 20 equipes sonhando em disputar a elite do futebol brasileiro em 2017, o que significa um salto de visibilidade, finanças e prestígio no cenário nacional.

Mas, para chegar ao objetivo, o caminho promete ter tortuoso, com muita transpiração e entrega durante as 38 rodadas, jogadas de maio até novembro. A edição de 2016 tem uma particularidade referente a seus participantes. Pela primeira vez em muitos anos, o Nordeste não concentra o maior número de representantes. Se no ano passado eram oito, neste ano são apenas cinco: Ceará, Bahia, Náutico, Sampaio Corrêa e CRB. Por conta disso, o Sul do País terá a liderança no número de clubes do certame desde a implementação dos pontos corridos, em 2006.
Com os paranaenses Londrina e Paraná, os catarinenses Avaí, Criciúma e Joinville, e o gaúcho Brasil de Pelotas, os sulistas terão seis representantes na disputa, liderando o ranking por região. As regiões Sudeste (com Vasco, Bragantino, Oeste e Tupi/MG) e Centro-Oeste (Goiás, Atlético/GO, Vila Nova/GO e Luverdense), terão quatro times, cada. O Norte terá apenas um participante, o Paysandu.
Como tem sido tradição recentemente, ao menos um dos chamados "gigantes" do País abrilhantam a Série B. Desta vez será o Vasco, que chegou ao terceiro descenso. Nos últimos três anos, o Palmeiras iniciou a série em 2013, o próprio Cruzmaltino continuou a 'sina' em 2014 e o Botafogo também teve sua vez no ano passado.
Cotados
E como não poderia deixar de ser, o time carioca é o principal favorito ao acesso e ao título.
O clube da Colina foi campeão carioca invicto e tem o melhor elenco do torneio, além de também ser o mais caro.
Teoricamente com apenas três vagas restantes em disputa, candidatos não faltam: Bahia e Goiás aparecem como postulantes mais fortes devido ao poder financeiro e histórico de participações na Série A. Porém, em 2016, possuem elencos nivelados com outras forças regionais, como Náutico, Paysandu, Ceará e Joinville, que correm por fora.
O presidente alvinegro Robinson de Castro espera que o clube exerça o papel que muitos atribuem a ele. "Sempre nos colocam na Série B com essa marca de favoritos, mas tem que ser pra valer, em campo, desde o primeiro jogo, que vale mais até que o último. Formamos um elenco para suportar as 38 rodadas de uma competição que será dura".
dasdsa
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial