-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

18 fevereiro 2017

Polícia investiga se morte de diretor da OAB e família tem ligação com briga por herança



O advogado Wagner com a filha Geovanna e a mulher Soraya
O advogado Wagner com a filha Geovanna e a mulher Soraya Foto: Reprodução / Facebook

A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo investiga se a morte do diretor de eventos da OAB Wagner da Silva Salgado e sua família tem ligação com uma briga judicial envolvendo o inventário do pai de sua esposa, Soraya Gonçalves de Resende. O processo, que tramita na 6ª Vara Cível de São Goçnçalo, se arrasta há 20 anos. Wagner atuava como advogado no caso.
A família foi morta na madrugada desta sexta-feira
A família foi morta na madrugada desta sexta-feira Foto: Reprodução Facebook
Em meio à disputa, em 2014, Soraya, que é adotada, chegou a pedir na Justiça que houvesse prestação de contas no inventário do pai. A solicitação ainda foi julgada. Wagner, a esposa e a filha do casal, de 10 anos, foram mortos a tiros na madrugada desta sexta-feira. A família estava em casa, na Rua Aurelio Pinheiro, no Barro Vermelho, em São Gonçalo, quando foi atacada. A DH ainda não descarta que outras hipóteses tenham motivado o crime.
Segundo informações de moradores, o prédio onde a família foi morta pertencia à mãe de Soraya, que também mora no local.
A fachada do prédio onde o crime ocorreu, no Barro Vermelho, em São Gonçalo
A fachada do prédio onde o crime ocorreu, no Barro Vermelho, em São Gonçalo Foto: Fabio Guimaraes / Agência O Globo
Wagner chegou a ser levado para o Estadual Alberto Torres, no Colubandê, mas não resistiu. Soraya e a filha já estavam mortas. A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo realiza perícia no local do crime.

Extra


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial