-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

27 julho 2017

Ceará poderá ter ventos de 60KM/h




O segundo semestre do ano é sempre marcado por ventos mais fortes no Ceará, especialmente no mês de setembro. Segundo nota divulgada pela Fundação Cearense de Metereologia e Recursos Hídricos (Funceme), no segundo semestre todo, o litoral do Ceará pode registrar rajadas de vento de até 60km/h.

Os moradores do litoral do Estado já devem ter percebido a elevação das médias de velocidade e rajadas de vento. Isso porque, com o fim do período chuvoso, alguns fatores influenciam a ascensão da intensidade dos ventos. O primeiro dos motivos (e mais importante) é o deslocamento do Sistema de Alta Pressão Atmosférica do Oceano Atlântico Sul em direção ao Nordeste do Brasil, e o segundo é a redução na nebulosidade.

Dessa forma, os ventos do mês de julho se apresentam mais fortes do que os meses de abril, maio e junho, proporcionando um maior frescor ao clima de altas temperaturas registrado em Fortaleza.

Principalmente na faixa litorânea, já é possível sentir o vento mais forte desde o início de julho, que registrou velocidade de até 8km/h. Nos meses de agosto e setembro, os ventos serão ainda mais intensos e perceptíveis, com médias de 14km/h e 16,3km/h, respectivamente. Depois disso, até dezembro, as médias ficam na casa dos 14km/h.

De acordo com a metereologista da Funceme, Meiry Sakamoto, naturalmente existe um aumento da velocidade dos ventos entre maio e julho. "Em alguns anos a velocidade pode ser maior ou menor. Neste mês (julho), já registramos rajadas de 47km/h, uma velocidade bem intensa", explica.

Diversão x Riscos

Para quem pratica esportes náuticos à vela, o segundo semestre é a melhor época do ano no Ceará, que vira um dos destinos mais procurados por windsurfistas e kitesurfistas. Entre as praias mais procuradas para as atividades no período estão Jericoacoara, Cumbuco e Paracuru. Facundo Calonce, instrutor de kitesurfing no Cumbuco, relata que essa época é também benéfica para o turismo. "A intensidade dos ventos nesse período de julho à outubro favorece a chegada de turistas do sul do Brasil e outras regiões como a Europa, querendo fazer kitesurf e fugir do frio da cidade deles. É bastante favorável para nós", declara.

Apesar de ajudar na diversão e amenizar o calor, os ventos fortes também representam riscos para algumas pessoas. Os pescadores de Fortaleza, por exemplo, ficam mais cautelosos por ter mais dificuldades de retornar do mar, pois além de mais intensos, os ventos sopram numa direção diferente, do continente para o oceano. Também é uma época em que crescem os riscos de quedas de árvores e destelhamentos por conta das fortes rajadas. (Colaborou Ana Cajado
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial