-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

23 dezembro 2017

Marco: 328 famílias beneficiadas com o Programa Mais Infância participam da solenidade de entrega do cartão do benefício


Com o objetivo de apresentar e esclarecer as famílias participantes sobre os benefícios do Cartão Mais Infância, foi realizada, nesta quinta-feira (21), na quadra da Escola Manuel Osterno Silva, solenidade de apresentação do Cartão, para as 328 famílias contempladas pelo auxílio mensal, no Município. Com a presença do prefeito interino de Marco, Zé Leorne Neto; da representante do Governo do Estado, Iracema Lima; e da secretária de Assistência Social de Marco, Isis Yara Farias Sousa; do deputado Estadual, Duquinha; dentre outras autoridades municipais, o Encontro reuniu centenas de pessoas.

“Para nós que fazemos a assistência social e conhecemos de perto as dificuldades das famílias mais carentes, é motivo de alegria termos sidos contemplados com 328 vagas do Cartão Mais Infância. Esse recurso será de grande importância para suprir necessidades básicas, sobretudo, das crianças de zero a seis anos, pois sabemos que o investimento na primeira infância não só produz equidade e justiça social, mas também repercute na elevação dos indicadores sociais e econômicos e, portanto, deve sim ser uma prioridade da agenda pública,” comemorou a secretária de Assistência Social, Isis Yara Farias Sousa.

Já o prefeito interino, Zé Leorne Neto, destacou que “esta é mais uma das conquistas da administração Roger Aguiar, que tem uma visão ampla e que através do prestígio que tem junto ao Governo do Estado, conseguiu beneficiar essas famílias com esta ajuda financeira que irá ajudar nas necessidades dos mais carentes,”.

Cerca de 60 mil famílias cearenses, em situação de extrema pobreza, serão beneficiadas com auxílio mensal de R$ 85 que irá garantir uma vida mais digna para crianças de 0 a 5 anos e 11 meses. A transferência de renda ocorrerá para núcleos familiares, em sua maioria, residentes na zona rural, em propriedades sem banheiro ou sanitário, de estrutura inapropriada (taipa, palha, madeira aproveitada ou outro material), além de residências urbanas sem água canalizada em pelo menos um cômodo.

Ascom 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial