-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

06 fevereiro 2018

Ceará em Clima de Brasileirão









Nada como uma semana após a outra para uma reação. E no dia em que o Ceará comemora a reação no Estadual, vindo de três vitórias seguidas (uma delas na Copa do Nordeste), sendo a última nesse domingo, no Clássico-Rei, o Alvinegro de Porangabuçu conheceu o seu caminho na Série A do Brasileirão, com a divulgação da tabela da competição por parte da CBF.

E os quatro primeiros jogos do Vovô na competição nacional serão verdadeiras “pedreiras”. O Ceará estreia contra o Santos, fora de casa, e em seguida terá pela frente o São Paulo e Flamengo (em casa) e Corinthians (fora). Desafios difíceis e ao mesmo tempo interessantes para a equipe do técnico Marcelo Chamusca, que conta com o bom desempenho fora de casa, evidenciado pela boa campanha na Série B de 2017 e a invencibilidade como mandante, que já perdura 15 partidas (não é derrotado em casa desde julho 2017) para obter bons resultados na elite do futebol brasileiro.

Robinson de Castro, presidente do Ceará, considera que o fato de o Alvinegro enfrentar quatro clubes grandes do futebol brasileiro, logo no início da competição, não é um fator preocupante. “Não tem jogo fácil na Série A. O campeonato é um dos mais difíceis do mundo e nós sabemos disso. É natural. Nós estamos felizes por voltar a disputar a competição e vamos nos preparar para fazer bonito”, disse o mandatário do Alvinegro.

O ambiente do Ceará é totalmente favorável, já que o Alvinegro engatou três vitórias seguidas, batendo o CSA pela Copa do Nordeste por 1 a 0, no dia 30 de janeiro, o Uniclinic por 2 a 0, no dia 1º de fevereiro e a vitória no clássico diante do Fortaleza, por 2 a 0. Com as duas vitórias pelo Estadual, o Vovô saltou de quatro para 10 pontos na 1ª Fase do Cearense, já se aproximando da liderança - o Fortaleza tem 12 - e ainda se consolidou como líder isolado do Grupo D da Copa do Nordeste, com seis pontos e 100% de aproveitamento.

“Vencer um clássico é bom, pois acalma o ambiente e dá tranquilidade e confiança para os jogadores, mas é importante destacar que foi só uma vitória, pois a competição irá valer mais a partir da próxima fase, que é o mata-mata”, destacou o presidente Robinson de Castro.

Planejamento

Para o técnico do Vovô, Marcelo Chamusca, um planejamento precisava ser seguido, como atuar como times reservas em algumas rodadas do Estadual - jogos contra Iguatu, Ferroviário e Uniclinic - e o único resultado fora da curva foi a derrota para o Floresta. “A semana vitoriosa foi muito importante para consolidarmos o trabalho, com três vitórias seguidas. O único ponto fora da linha, diferente do que foi planejado, foi o jogo contra o Floresta, muito por mérito do adversário e nós fazendo um jogo abaixo das nossas condições. No mais, mantivemos o planejamento jogo a jogo, dentro de nossas convicções e sem nos deixar levar por pressão ou por resultados adversos”, explicou o treinador.

Os jogadores alvinegros também destacaram a semana perfeita, vencendo três adversários seguidos. O volante Richardson, ao fim da partida de domingo, exaltou o trabalho do grupo. “O resultado está aí. Conseguimos reagir bem com três vitórias seguidas. A equipe está evoluindo a cada jogo”, disse o meia do Alvinegro de Porangabuçu.

DN
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial