-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

07 fevereiro 2018

Chuvas continuam na Região Norte






Iguatu. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou chuva em 67 municípios cearenses entre as 7h de segunda-feira e 7h de ontem. As precipitações concentraram-se nas regiões Norte, Ibiapaba e Litoral Oeste cearense. As cinco maiores foram observadas em Ipueiras (84mm), Amontada (64mm), Tianguá (62mm), Aracoiaba (57mm) e Bela Cruz (47mm).

Na região do Maciço do Baturité, em Aracoiaba, bastou uma chuva de 57 mm, mas que veio rápida, para alagar parte do Centro da cidade. A água encobriu calçadas e chegou a entrar em algumas lojas e casas, mas, com o passar da manhã, os pontos de alagamento se desfizeram. Neste início de pré-estação chuvosa (fevereiro a maio), as precipitações ocorrem com maior intensidade na parte Norte do Estado, assim como previa a Funceme.

Para hoje e amanhã, a Funceme prevê nebulosidade variável e possibilidade de chuva em todas as regiões ao longo do dia. Segundo o órgão de meteorologia, as últimas chuvas foram provocadas por atuação de dois sistemas: a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), com nuvens próximas à costa Norte do Ceará, e a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), faixa de nebulosidade persistente que se estende da Amazônia até o Atlântico Sul, orientada no sentido noroeste-sudeste.

Segundo o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz, neste período em que a ZCIT, principal sistema meteorológico indutor de precipitações durante a quadra chuvosa, começa a atuar, o Litoral Norte recebe maior quantidade de pluviometria.

Quando a ZCIT está mais inclinada em relação ao Ceará, torna-se mais favorável a ocorrência de chuva, mas ainda depende de outras condicionantes: ventos e temperatura do mar. "No geral, o Oceano Atlântico Sul Equatorial está neutro, mas tem evoluído para uma situação mais favorável desde dezembro passado", observou Fritz. "O melhor é que estivesse aquecido". Já as condições do Oceano Pacífico caracterizam-se por formação do fenômeno La Niña, que é bom, mas ainda moderado.

>No fim deste mês, a Funceme divulga o segundo prognóstico para o trimestre março, abril e maio. "É uma previsão mais confiável, com as condições mais definidas", pontua Fritz. O primeiro prognóstico da Funceme, divulgado no último dia 22, apontou que, no Ceará, há 40% de probabilidade de chuvas superiores à média histórica, 35% em torno da normalidade e 25% de chances do período se encerrar abaixo do normal no trimestre fevereiro-março-abril

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial