-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

12 abril 2018

Dez são indiciados por estupro em Itapajé






Dez homens já foram indiciados pelo crime de estupro de vulnerável pela Delegacia Municipal de Itapajé, da Polícia Civil, desde a deflagração da Operação Silêncio dos Inocentes, da última sexta-feira (6) até ontem. Quatro deles foram presos e os outros seis irão responder ao processo criminal em liberdade.

Três suspeitos foram presos na última terça-feira (10), em Itapajé, Baturité e no Rio de Janeiro, segundo o titular de Itapajé, delegado André Firmino. Os presos que estavam no Ceará já se encontram encarcerados na Delegacia Municipal, enquanto o homem capturado no Rio já começou a ser recambiado para o Estado do Ceará, até o fechamento desta matéria.

A maioria das vítimas dos crimes sexuais cometidos pelos dez homens pertence ao âmbito familiar mais próximo deles, sendo principalmente filhas ou enteadas. A faixa etária atingida é de 4 a 13 anos (crianças e adolescentes). Todas as vítimas são do sexo feminino.

Prisão

De acordo com o titular da Delegacia Municipal de Itapajé, todos os indiciados agiam separadamente. Segundo André Firmino, a prisão de seis dessas pessoas não teria sido solicitada por entender não ser necessário, neste momento. A reportagem opta por não divulgar o nome dos suspeitos dos crimes, para não identificar as vítimas.

"A investigação começou há quatro meses, com levantamento de elementos, tanto de provas técnicas, proveniente da Pefoce (Perícia Forense do Ceará), como também de oitiva das vítima, relatando o que passou com clareza", contou o delegado.

O tema é chocante por si, para a sociedade. Mas um dos casos impressionou ainda mais o delegado. "Foi a prisão mais difícil da minha vida, porque a menor, enteada dele, conta os abusos com detalhes, com apenas quatro anos de idade", relata Firmino.

Ex-secretário

Um ex-secretário de Itapajé já havia sido detido na Operação Silêncio dos Inocentes, na última sexta-feira, por suspeita de crimes sexuais contra duas irmãs, de 6 e 13 anos de idade. Conforme a investigação, o homem mantinha o controle sobre a família das vítimas, para não ser denunciado, pagando contas como água, luz e aluguel.

O delegado André Firmino afirma que a operação continua e mais suspeitos podem ser detidos. Segundo ele, o Município de Itapajé está chocado com a quantidade de homens suspeitos de cometer crimes sexuais. "Isso abala a sociedade. Até quem é criminoso contumaz não aceita esse tipo de crime. A cidade está alvoroçada, principalmente por conta do ex-secretário, conhecido da população e religioso. Mas o trabalho da Polícia é esse", reiterou.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial