-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

03 junho 2018

Ceará terá 4 novos prefeitos e Tocantins novo governador



Para garantir a segurança, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou o envio de tropas federais a Tocantins e para 20 municípios do País, neste domingo ( FOTO: TSE )

Tianguá/Teresópolis. Vinte municípios brasileiros, incluindo quatro do Estado do Ceará, terão eleições suplementares neste domingo (3). Entre os municípios cearenses que terão eleitores de volta às urnas estão Frecheirinha, Santana do Cariri, Umari e Tianguá. Este último é o que possui o maior número de eleitores aptos a votar no Estado, cerca de 47 mil.

Entre os municípios de outros Estados, o principal destaque é Teresópolis, na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, com cerca de 127 mil eleitores que votarão para escolher um novo prefeito. A eleição suplementar foi determinada pela Justiça Eleitoral depois que o prefeito Mário Tricano e seu vice Darcy Sandro Dias tiveram seus registros de candidatura das eleições realizadas em 2016 indeferidos.

Tricano e seu vice tiveram as candidaturas indeferidas em dezembro de 2016 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), logo depois da diplomação.

Mas Tricano se mantinha no cargo graças a uma liminar do então ministro do TSE, Gilmar Mendes, que acabou sendo revogada depois que o prefeito desistiu do processo.

A impugnação da candidatura foi feita pelo Ministério Público, sob a justificativa de que Tricano foi condenado em 2008 por abuso de poder econômico.

Além dos municípios cearenses e de Teresópolis, eleitores dos seguintes municípios escolherão seus representantes: Jeremoabo (BA), Pirapora do Bom Jesus, Bariri e Turmalina (SP), Bom Jesus (RS), Niquelândia (GO), Vilhena (RO), Guanhães, Ipatinga e Pocrane (MG), João Câmara, Pedro Avelino, São José do Campestre, Parazinho e Galinhos (RN). O Rio Grande do Norte é o estado com maior número de municípios com novos pleitos. Já O TRE-RJ já marcou eleições suplementares para outros dois municípios, onde serão realizadas no dia 24 de junho: Cabo Frio e Rio das Ostras.

Governo estadual

Eleitores do estado do Tocantins também voltam neste domingo (3) às urnas para eleger um novo governador. As eleições ocorrem após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar, em março passado, os mandatos de Marcelo Miranda (MDB), e de sua vice, Cláudia Lélis (PV), por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014.

Estão concorrendo ao governo Carlos Amastha (PSB), Katia Abreu (PDT), Marcos de Souza Costa (PRTB), Márlon Reis (Rede), Mauro Carlesse (PHS) e Vicentinho (PR). O candidato Mário Lúcio Avelar (PSOL) concorrerá sub judice, o que significa que seu registro de candidatura aguarda uma decisão final. Os eleitos ficarão no cargo até 31 de dezembro. Em outubro, nas eleições gerais, os eleitores voltarão às urnas para eleger um novo nome para o governo do estado.

O TSE aprovou na última terça-feira (29), o envio de força federal para as eleições suplementares do Tocantins para garantir que o pleito seja realizado com segurança.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial