-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

12 outubro 2018

Bolsonaro anuncia mais três nomes de ministérios e nega que seja de extrema direita






O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, anunciou ontem o nome de três ministros em um eventual governo. Ao lado de apoiadores, o candidato do PSL confirmou os nomes de Onyx Lorenzoni, do DEM, para Casa Civil, do general Augusto Heleno para a Defesa e o do economista Paulo Guedes para a Economia.

"Ainda não temos nome para outros ministérios, até porque temos de esperar com prudência o dia 28, quando podemos ter a certeza de anunciar nomes", afirmou Bolsonaro. Em sua primeira entrevista após o primeiro turno, ele iniciou o discurso agradecendo a Deus por sobreviver ao atentado em Minas.

Por cerca de 15 minutos, Bolsonaro falou abertamente, em seguida, permitiu que a imprensa fizesse algumas poucas perguntas. Apesar do grande número de representantes da imprensa presentes, para poucos foi dada oportunidade de questionar o candidato. Uma repórter foi vaiada e hostilizada por apoiadores de Bolsonaro. Foi preciso que o presidente nacional do PSL, Gustavo Bebianno, pedisse respeito para permitir que a repórter fizesse a pergunta.

"Valorizaremos a família e vamos fazer negócio com o mundo todo sem viés ideológico. Vamos jogar pesado na questão de segurança. Garantiremos sim a liberdade de imprensa, não tem aquela história de controle social. Vamos garantir o legítimo direito à defesa do cidadão. Falta pouco para começarmos a mudar o nosso Brasil", discursou Bolsonaro. O candidato negou que seja de extrema direita e que tenha contratado o marqueteiro do líder americano Donald Trump para sua campanha.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial