-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

03 outubro 2018

Ciro: Bolsonaro vai afundar economia do País



Candidato do PDT questionou os números das pesquisas que apontam crescimento de Bolsonaro ( AFP )

Santos. O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, disse ontem que uma eventual eleição de Jair Bolsonaro (PSL) pode "afundar a economia brasileira". Durante evento no Sindicato dos Rodoviários, em Santos, no litoral paulista, Ciro disse que sua campanha prega a "reconciliação", mas "fascista" deve ser tratado "na chibata".

"O signo de minha campanha é a reconciliação. Não significa dizer que quero botar todo mundo dentro do barco, não. Porque fascista, comigo é na chibata", disse, arrancando aplausos de simpatizantes. "Chibata oral, retórica, denunciar, porque fisicamente não sou capaz de mexer nem em besouro, por mais feio que ele seja. Sou da paz, do respeito", ponderou.

Ao comentar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), que ocupa o primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, Ciro a definiu como "extremista e radical". Segundo o pedetista, o projeto do ex-capitão tem o potencial de "afundar a economia brasileira", com a entrega da "Petrobras, Caixa Econômica e do Banco do Brasil" aos estrangeiros.

Sobre o resultado da última pesquisa Ibope, divulgada na segunda-feira, Ciro voltou a colocar em dúvida a fidedignidade dos números. Falou que a eleição ainda "está em aberto" e que o Brasil não deve "ceder a decisão sobre o seu futuro do País aos institutos".

"Não está acontecendo (o crescimento do Bolsonaro). Sou profissional, tenho minha estrutura própria de aferição de opinião pública", afirmou.

"Há um movimento imenso de eleitores cogitando mudar de caminho. E a tendência hoje é Bolsonaro caindo, Haddad estagnado e eu subindo". " O antipetismo é muito poderoso no Brasil. Parte é justificada, parte não, mas é fato. E a exploração disso por uma candidatura militarista, radical, extremista, vai precipitar essa nação no aprofundamento da crise, até um limite que me assusta muito", alertou.

DN
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial