-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

13 outubro 2018

Flamengo vence o Fluminense e coloca pressão no Palmeiras por liderança








Flamengo derrotou o Fluminense - Daniel Castelo Branco


Rio - Implacável, o Flamengo manteve vivo o sonho do título brasileiro com a vitória de 3 a 0 sobre o Fluminense. Com dois gols de Uribe e outro de Léo Duarte, o Rubro-Negro chegou a 55 pontos e dorme na vice-liderança. O Tricolor, com 37, perde a chance de encostar no G-6 e alçar voos maiores na competição.

A torcida do Flamengo parecia ter previsto o baile em vermelho e preto no Maracanã, ao esgotar os mais de 42 mil ingressos de seus setores. Embalado pela vitória de 3 a 0 sobre o Corinthians, no Itaquerão, o Rubro-Negro vestiu a 'carapuça' de candidato ao título e encurralou o Tricolor, com


A primeira grande chance, porém, foi do Fluminense. De fora da área, Luciano deu trabalho a César, que fez a defesa em dois tempos. E foi só. Compacto na marcação e intenso no ataque, o Flamengo apresentou, mais uma vez, os sinais da evolução sob o comando de Dorival Júnior.

Apenas Willian Arão, que soma cinco gols sobre o Fluminense, teve três chances de marcar. Aberto pela esquerda, Vitinho explorou bem a fragilidade de Mateus Norton, improvisado na ala direita. E foi dali que nasceu o cruzamento para o gol de Uribe, aos dez minutos. A bola, que ainda desviou em Digão, cessou o jejum de dois meses sem gol de atacantes.

Com o Tricolor dominado e sem qualquer esboço de reação, o fim do primeiro tempo era o desejo do torcedor até que, aos 46 minutos, Léo Duarte ganhou de Ibañez no alto e aumentou a vantagem. O gol teve origem numa falta desnecessária de Digão.

Com Daniel no lugar de Mateus Norton, Marcelo Oliveira tentou corrigir o problema e deslocou Jadson para a direita. O Fluminense mal teve tempo de avaliar a eficácia da troca. Aos três minutos, Uribe marcou o terceiro, numa jogada improvável. A bola desviou em Digão, sobrou para o atacante, que dividiu com Júlio César, antes de a bola entrar de mansinho.

O Dia
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial