-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

09 janeiro 2019

Forte chuva causa estragos em Santana do Acaraú







Pouco mais de um mês após uma chuva causar grandes estragos na cidade de Santana do Acaraú, no norte do Estado, os moradores foram mais uma vez pegos de surpresa com uma chuva torrencial, caída na tarde desta quarta-feira (09).

Ventania derrubou letreiro de um posto de combustíveis



Acompanhada de fortes rajadas de vento, raios e trovões, a precipitação durou pouco mais de 40 minutos e provocou inundações, destelhou casas e derrubou paredes, plantas e postes de ilmunição. A última grande chuva no município, foi registrada em 5 de dezembro do ano passado, curiosamente também numa quarta-feira, igualmente trazendo danos aos moradores.

De acordo com moradores, a chuva começou por volta das 14 horas, se intensificando por cerca de 40 minutos, acompanhada de fortes rajadas de vento, relâmpagos e trovões.

Telhados das casas foram destruídosFoto: Mateus Ferreira



A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) ainda não divulgou quantos milímetros foram registrados no município. No bairro Gerardo Arcanjo, um dos mais atingidos com as chuvas, uma casa ruiu com a ventania. Ninguém ficou ferido.

Levantamento

A Defesa Civil Municipal, que no momento está sem coordenação, deverá iniciar o levantamento sobre os estragos amanhã, dia 10. De acordo com Ana Maria Batista, secretária do órgão, "no mês de dezembro, último, tivemos o mesmo problema de estrago, por conta de ventos fortes. Felizmente, não tivemos vítimas, assim como ocorreu agora. Iniciaremos, em breve, o estudo sobre a situação, para posteriormente repassarmos um relatório ao Poder Público, para que as providências sejam tomadas”, disse.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), esse tipo de fenômeno imprevisível, com rajadas de ventos, associados a chuva forte e raios, é provocado pela formação de cúmulo-nimbos, nuvens densas, de grande desenvolvimento vertical, geralmente com o topo largo, que é prenunciadora de chuva forte e tempestade. “Nesse início de chuvas no Estado, elas são bem frequentes de ocorrer, mas de forma bem isolada, com eventos, até, de granizo”, explica David Ferraz, meteorologista da Funceme.


Chuvas

Ainda, de acordo com dados da Fundação, o mês de dezembro superou a média histórica para o período, com 97 mm de precipitações no Ceará, o que corresponde a 207% acima da média para o mês, que gira em torno de 31 mm. “Isso foi positivo, mas não significa que choverá bem, ao longo da estação que se aproxima, até porque temos aí a presença de um El Niño, mas vamos aguardar as previsões oficiais divulgadas no próximo dia 18 deste mês”, reforça David Ferraz. Ainda, segundo os estudos da Funceme, há previsão de nebulosidade variável, com chuva em todas as regiões do Estado, entre esta quarta e quinta-feira (11).

DN
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial