-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

10 abril 2019

Duplicação da BR-222 será paralisada por até seis meses, diz deputado






Com apenas R$ 15 milhões em caixa para continuidade, as obras de duplicação da BR-222 (que liga a rotatória da BR-020 até o Porto do Pecém) devem ficar paralisadas por até seis meses. De acordo com o deputado federal Moses Rodrigues (MDB), o empreendimento, que está paralisado por conta das fortes chuvas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), quando for retomado, terá recursos para apenas mais 45 dias de serviços.

O Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Antônio Leite, em reunião com o parlamentar, se comprometeu em repassar os valores que estão faltando para conclusão das obras. Todo o projeto está orçado em R$ 180 milhões. “As obras estão paradas por causa das chuvas desde março. Esses R$ 15 milhões, quando os trabalhos forem retomados, durará apenas 45 dias”.

Até o momento, já foram gastos na obra de duplicação da BR-222 cerca de R$ 40 milhões. A Bancada Cearense, agora, deve trabalhar para garantir recursos para continuidade das intervenções para o ano de 2020. Como em 2018 não houve aprovação de recursos destinados para as obras, elas ficarão paralisadas por até seis meses, avalia Moses.

Também há interesse na constituição de um estudo de viabilidade da entrada do Pecém até o Município de Sobral, o que deve beneficiar até 1,8 milhão de moradores da Região Norte do Estado. Em 2016, o emedebista destinou recursos da ordem de R$ 1 milhão para a realização de um estudo de viabilidade de continuidade das obras até a Região Norte, na cidade de Sobral.

Havia compromisso do DNIT de entregar o estudo ainda no primeiro semestre desde ano, o que não aconteceu. O órgão pode dar sinal positivo ou não para continuidade da duplicação, para isso terá que avaliar se haverá justificativa para tal empreitada. Se for positivo, a Bancada Cearense terá que trabalhar para viabilizar recursos para o empreendimento.

O diretor geral do DNIT, General Antônio Leite se comprometeu em repassar à Bancada Cearense todos os dados referentes à possibilidade ou não das obras quando concluir o estudo de viabilidade.

O parlamentar aguarda o estudo de viabilidade para saber se as obras terão continuidade até o Município de Sobral. Tal empreendimento, segundo disse o emedebista, duraria, no mínimo, uma década. "A gente sabe que há uma luta para duplicar até Sobral de uns 10 anos. Em 2016, já sabíamos que não iria ser fácil. Nos próximos dez anos podemos ter esse sonho até a cidade de Sobral que vai beneficiar 1.8 milhão de pessoas da região", disse.

Moses Rodrigues está articulando para que o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, venha ao Ceará acompanhar a situação das estradas federais no Estado. Segundo ele, a data para o evento ainda está sendo articulada, mas provavelmente, acontecerá em maio. O governador Camilo Santana também deve participar do encontro, conforme informou o emedebista.

DN
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial