-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

02 outubro 2019

José Guimarães é hostilizado em voo e denuncia ofensor






O deputado federal José Guimarães (PT-CE) foi hostilizado por um passageiro em um voo de Fortaleza a Brasília, nessa segunda-feira, 30. O ofensor foi identificado pela Polícia Federal como Gilberto Alves Júnior. Em vídeo divulgado nas redes sociais, ele faz acusações ao parlamentar, que não revida.

Na saída do avião, o homem foi conduzido à sede da Polícia Federal no aeroporto de Brasília. Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi registrado. Houve posterior pedido de instauração de inquérito com denúncia formalizada e a ação foi encaminhada à procuradoria da Câmara dos Deputados. Constam ações por danos morais, injúria e difamação
"É o Zé Guimarães, do PT, que roubou o Brasil inteiro. Mandou dinheiro para Cuba, para a Venezuela, apareceu na televisão com dinheiro na cueca. Se defenda, deputado, diga aí! Cadê o dinheiro que estava na cueca? Se defenda! É contigo mesmo, deputado, que eu estou falando. Cadê? Não vai se defender, não? O senhor não tem vergonha de roubar o Brasil, não?", disse o homem sentado ao lado do deputado.

No Twitter, José Guimarães comentou o episódio e disse que as ofensas disparadas são mentiras. “O vídeo em que fui covardemente agredido é repleto de fake news. Jamais fui preso e não estive envolvido quando um assessor foi pego com dinheiro no aeroporto de Congonhas em 2005″, publicou. José Adalberto Vieira, então assessor de Guimarães, quem foi flagrado com R$ 209 mil em uma mala e US$ 100 mil presos à cueca.

Ofensas

"É o Zé Guimarães, do PT, que roubou o Brasil inteiro. Mandou dinheiro para Cuba, para a Venezuela, apareceu na televisão com dinheiro na cueca. Se defenda, deputado, diga aí! Cadê o dinheiro que estava na cueca? Se defenda! É contigo mesmo, deputado, que eu estou falando. Cadê? Não vai se defender, não? O senhor não tem vergonha de roubar o Brasil, não?

O senhor não é bem-vindo em Brasília, não, tá? Em Brasília, político vagabundo não é bem-vindo. Você trate de devolver o dinheiro que você roubou da nação, os trilhões que o PT roubou. Ou então pelo menos ter coragem de dizer que é mentira, que não roubou, não. Diga que é mentira! Finge que não é nem com você, né? Cara de sonso... Não é nem contigo, né?

Vai entrar com processo contra mim? Rapaz, você roubou um trilhão do Brasil e quer entrar com processo contra mim? A gente é que devia processar você, rapaz, fazer devolver o dinheiro! Você não tem vergonha, não, rapaz? Eu não tenho medo de processo, não. Você que devia ter medo. Isso aqui amanhã estará na mídia do Brasil inteiro, pode deixar que isso vai estar viralizado.

Cabra sem vergonha. Roubando o povo brasileiro... O PT roubou, e ele não tem coragem de dizer que não. Não tem coragem nem de se defender, faz cara de sonso. Vem do meu lado... Achando que a gente tem medo. Diga que é mentira, capitão cueca! Diga, capitão cueca, que é mentira que você roubou o Brasil. Bilhões, e tá aí com o Rolex no braço. Dois iPhone 10 na mão, tudo fruto de quê? De roubalheira! Cabra safado, não sabe nem se defender, não tem coragem de se defender. Meta processo, rapaz, porque eu quero ver você na cadeia junto com o Lula. Ou então vai para Cuba...".

Publicação na conta oficial de José Guimarães no Twitter

"Esclarecimento: Ontem (30/9), fui violentamente hostilizado durante o voo que me trouxe a Brasília, onde cumpro agenda na Câmara dos Deputados. Na saída do avião, o agressor foi conduzido à sede da Polícia Federal no aeroporto da capital federal. Um TCO foi registrado.

O vídeo em que fui covardemente agredido é repleto de fake news. Jamais fui preso e não estive envolvido quando um assessor foi pego com dinheiro no aeroporto de Congonhas em 2005. Eu, inclusive, fui inocentado da acusação de improbidade administrativa, em 2012, pelo STJ.

Por unanimidade, a Corte decidiu que não havia provas. Nunca estive envolvido em esquemas de corrupção. Ao contrário, sempre pautei minha conduta no respeito à dignidade, à ética e ao trabalho em prol da melhoria das condições de vida de brasileiras e brasileiros.

Fui o 4º deputado federal mais bem votado do Ceará, meu estado de origem, acumulando 173 mil votos nas eleições de 2018. A defesa da liberdade de expressão permanece sendo uma das minhas bandeiras, afinal, a livre manifestação é uma das principais características da democracia.

Porém, ataques como o que ficou registrado em vídeo jamais serão tolerados por aqueles que repudiam a política do ódio, que pauta discursos com base em mentiras alardeadas sem a mínima responsabilidade.

Assim sendo, minha assessoria jurídica coletará todos os ataques virtuais que sofri, a fim de que as medidas cabíveis tomem forma. Produzir ou contribuir com a disseminação de fake news é crime! Continuaremos firmes, realizando o bom combate, sempre ao lado do povo brasileiro".

O POVO 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial