-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

04 dezembro 2019

Prefeito de Assaré e filho são alvos de operação que cumpre 13 mandatos em três cidades






Treze mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da Prefeitura de Assaré, e em empresas de Juazeiro do Norte e de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (4). A operação “Coisas de Pai”, deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), visa o combate à licitações fraudulentas e tem como alvos o prefeito da cidade e o filho dele, que é chefe de gabinete da gestão municipal.

Imóveis residenciais dos dois, Francisco Evanderto Almeida e Francisco Paulo Paiva Almeida, respectivamente, passaram por buscas. Aparelhos celulares, equipamentos eletrônicos e documentos, foram apreendidos na sede da prefeitura e nas residências dos suspeitos. Durante as buscas, um empresário do ramo da construção civil foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.


O Diário no Nordeste procurou a Prefeitura de Assaré para se manifestar sobre o caso. Contudo, não houve retorno dos contatos.

As investigações do MPCE apontam para a suspeita de desvio de dinheiro público em contrações, nas áreas de fornecimento de combustível, realização de obras e locação de veículos.

A operação “Coisas de Pai” acontece por meio da Procuradoria de Justiça dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), com o apoio de promotores de Justiça da região do Cariri e do Departamento Técnico Operacional (DTO) da Polícia Civil do Estado do Ceará.

Condenação por nepotismo

O prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, já havia sido alvo de uma ação civil pública do MPCE por suspeita de nepotismo, em novembro de 2018. O MP pediu afastamento dos agentes públicos que eram familiares do prefeito. A esposa, o filho, a nora e a sobrinha, eram servidores do município.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial