-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

12 dezembro 2019

Suplente Prisco Bezerra assume mandato de Cid Gomes por 120 dias







O primeiro suplente do senador Cid Gomes (PDT), Prisco Bezerra (PDT), assumiu ontem o mandato no Senado pelos próximo 120 dias. Durante a sessão, o empresário foi empossado no cargo em cerimônia rápida. Diversas lideranças políticas do Estado participaram do ato. Dentre elas, o governador Camilo Santana (PT), o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), irmão de Prisco; e o presidente da Assembleia Legislativa, José Sarto (PDT).

Prisco, que chegou ao plenário no momento de ser empossado, foi levado até a Mesa Diretora pela senadora Kátia Abreu (PDT-GO), onde leu juramento e foi saudado por outros senadores e pelos políticos cearenses.

Empresário da área do ensino superior, o suplente já foi chefe de gabinete da Prefeitura de Fortaleza na gestão de Roberto Cláudio. Ele é formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e tem MBA em Controladoria pela UFC/USP.

Essa é a primeira substituição de senador cearense durante o mandato em uma década. Antes dele, o último suplente a tomar posse foi Flávio Torres (PDT) que assumiu licença da então senadora Patrícia Saboya (PDT).

Planos

O anúncio da licença de Cid para tratar de interesse particular, antecipado pelo Diário do Nordeste na última semana, agitou os bastidores da política cearense e se tornou um dos principais movimentos partidários do ano pré-eleitoral no Estado. Cid pediu licença do mandato de 11 de dezembro de 2019 até 10 de abril de 2020.

Antes da posse de Prisco, Cid discursou no plenário e agradeceu pela aprovação de dois empréstimos destinados ao Ceará. Um deles garante US$ 139,8 milhões para o Cinturão das Águas e o segundo, US$ 100 milhões para o projeto São José. O aporte total é de cerca de R$ 1 bilhão e será destinado a projetos de segurança hídrica e de desenvolvimento rural.

Cid fez elogios ao senador Tasso Jereissati (PSDB) que também articulou a aprovação dos valores; e a Camilo Santana. “Tem a gestão com maior aprovação popular do Brasil. Os índices superam os 80%”, disse Cid, sobre o governo do seu sucessor.

A licença coincide também com a ida de Cid para a presidência estadual do PDT e aponta um movimento de início da estratégia do grupo político para organizar o partido na Capital e no interior. Afastado das atividades legislativas, o ex-governador terá mais tempo para conduzir um processo de filiação de novos candidatos da sigla.

Especulado como candidato à Prefeitura de Fortaleza, Cid tem sido taxativo ao negar a possibilidade. E reforça que a licença do mandato não tem relação com essa possibilidade. O PDT tem uma gestão bem avaliada na Capital, terá candidato próprio, mas o nome ainda não foi definido.

Descontração na posse

A reunião de políticos na posse de Prisco rendeu brincadeiras. O senador Tasso Jereissati (PSDB) foi autor de algumas delas. Em dado momento, ele parabenizou o suplente e acrescentou "agora ele está igual noiva em dia de casamento: só vai aparecer na hora da posse". Sobre Cid, Tasso brincou: “Vai descansar no alto da montanha, na Serra da Meruoca”, arrancando risos de Cid e Camilo.

Presentes

Também esteve na posse o presidente do PDT, Carlos Lupi; o presidente da Câmara de Fortaleza, Antônio Henrique; além de deputados e demais senadores.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial