-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

07 abril 2020

Governadores do Nordeste cobram rapidez no repasse de auxílio emergencial






Governadores do Nordeste demonstraram, ontem, em reunião remota, preocupação com a demora no repasse do auxílio emergencial de R$ 600, o chamado "coronavoucher", para trabalhadores informais e desempregados durante a crise do coronavírus. De acordo com o governador cearense Camilo Santana (PT), cerca de 2,8 milhões de pessoas devem receber o benefício da União no Estado

A medida foi aprovada no início da semana passada no Congresso e estava prevista para começar a ser paga pelo Governo Federal ontem. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse que os primeiros pagamentos vão começar a acontecer hoje para quem está no Cadastro Único do Governo e tem conta na Caixa e no Banco do Brasil.


A preocupação dos governadores foi exposta por Camilo em transmissão ao vivo no Facebook. "Me reuni hoje (ontem) com governadores do Nordeste, que estão muito preocupados com o repasse da ajuda de R$ 600 para trabalhadores informais do Brasil", disse. "A gente tem tido várias medidas importantes, como suspensão do pagamento de contas de água e luz para famílias de baixa rendas, para que essas pessoas possam ficar em casa", completou.

Na reunião, segundo ele, os governadores da região também trataram sobre a dificuldade que estão enfrentando para adquirir insumos e equipamentos hospitalares no mercado internacional.

Consórcio

Para diminuir o custo, eles devem comprar mais equipamentos de proteção individual, por exemplo, por meio do Consórcio Nordeste - parceria entre os gestores para comércios, políticas, parcerias e busca por recursos.

Uma remessa de materiais e respiradores comprados na China pelo Consórcio deve chegar no dia 15 de abril ao Estado. O Consórcio foi criado no início do ano passado e, desde então, vem sendo utilizado pelos governadores para driblar ataques do Governo Bolsonaro e para adquirir produtos e serviços por meio de compra em bloco, o que acaba barateando e viabilizando alguns processos.

Isolamento social

No Facebook, o governador também anunciou que o Ceará está entre os três estados do Brasil com o maior número de pessoas em isolamento social. Desde o último dia 20 de março, o funcionamento de diversos setores no Ceará está paralisado por decreto estadual.

Medidas

Desde os primeiros casos de Covid-19 no Ceará, o Governo Estadual tem adotado uma série de medidas para assegurar que as pessoas fiquem em casa durante a crise da saúde. Uma delas é a isenção das contas de água e energia elétrica de consumidores de baixa renda no Estado

DN 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial