-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

04 novembro 2020

Cagece renova programa para colocar nomes de clientes inadimplentes no SPC


 




Legenda: Cagece afirma que tem R$ 288 milhões em dívidas atrasadas
Foto: Diário do Nordeste




Os clientes que deixarem de pagar as contas de consumo de água junto à Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) seguirão tendo os seus nomes inscritos junto ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). Em nota a Companhia informou que o mecanismo já era utilizado desde 2012 e é acionado "apenas após o corte ou supressão da ligação de água".

Com a negativação, os clientes passam a ser impedidos de contratar crédito no comércio e em bancos caso não cumpram com as responsabilidades devidas, segundo a Cagece. O contrato de renovação foi firmado entre a companhia e o SPC e publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição desta terça-feira (3).
Justificativa

A Cagece alega ter débitos de cerca de R$ 288 milhões de consumidores inadimplentes, se fazendo necessária um aumento da adimplência da empresa corroborando "para a manutenção de nossos elevados índices de eficiência de arrecadação, bem como possibilita a geração de novos investimentos em saneamento", diz a Cagece, na justificativa do contrato.

Com planos de abrir ações na Bolsa de Valores, adiados por conta da pandemia de Covid-19, a Cagece ainda justificou a medida alegando que mais rigor na cobrança das contas terão "implicações na avaliação econômica financeira por parte de: analistas financeiros, entidades de classes, clientes, Governo do Estado e sociedade".
Regras e Dados

A contratação se deu através de inexigibilidade de licitação "considerando que há equivalência do preço com o valor praticado pela CDL com outros clientes, e, finalmente, considerando a importância dos serviços a serem executados".

Pelo contrato, a Cagece pagará o valor global de R$ 1.592.964,00, por um período de 24 meses. Durante a vigência do contrato, a Companhia passa a ter acesso a todas as informações cadastrais de CPF’s, bem como a notificação e inclusão de registros dos usuários inadimplentes no cadastro do SPC.

Explicação

Em nota, Cagece informou que o mecanismo de inclusão de nomes no SPC já vinha sendo utilizado desde 2012 mas que é utilizado apenas "apenas após o corte ou supressão da ligação de água".

Confira a nota da Cagece na íntegra

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) informa que o serviço de Proteção ao Crédito (SPC), da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), não foi contratado em 2020, conforme noticiado, mas apenas renovado. Esse serviço é utilizado pela companhia desde 2012 e é acionado apenas após o corte ou supressão da ligação de água. Vale ressaltar que a inclusão no órgão de proteção ao crédito ocorre somente após avisos prévios e esgotadas todas as outras oportunidades de negociação.

Cabe lembrar que, visando a redução do número de faturas inadimplentes, bem como a garantia de continuidade do serviços, a companhia oferece uma série de alternativas de parcelamento de débitos que podem ser facilmente aderidas por meio dos canais virtuais e lojas da Cagece. Além disso, mediante a liquidação do débito, o cliente volta a ser regularizado em até 48 horas após o pagamento.

DN 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial