-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

04 dezembro 2020

Defesa estranha "questionamento políticos "feitos a Arialdo Pinho pela PF sobre relação com a família Ferreira Gomes




FORTALEZA,CE, BRASIL, 03.12.2020: Operação onzenário realizada policia federal, realiza prisões temporárias e busca e apreensão de veículos de luxo e bens. (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: Fabio Lima)

O advogado Ernando Sobrinho, responsável pela defesa de Arialdo Pinho contra acusações de operação deflagrada nesta quinta-feira, 3, pela Polícia Federal, disse ter “estranhado” questionamentos políticos feitos por investigadores ao atual secretário do Turismo do Ceará.



Ele questionou, por exemplo, perguntas sobre a "vinculação do secretário” os “Ferreira Gomes", em referência à família dos irmãos Cid e Ciro Gomes (PDT). "São perguntas sem a menor importância, sem a menor relevância. O objeto do inquérito não são contratos de crédito consignado? Então envolvem questões técnicas, sem espaço para subjetivismos”, diz.



O advogado questiona ainda “demora” no andamento do caso, destacando que o inquérito é de 2014. “Por que fazer isso só agora?”, questiona, destacando "momento político muito conturbado" do País, com "acirramento das partes envolvidas no contexto político eleitoral”.

“Isso são só divagações pessoais minhas. A PF certamente não é um agente político e investiga tecnicamente. Ela colhe provas e investiga, então não dá para imaginar ela sendo serventia de interesses políticos. Isso não faz sentido e não é o que está acontecendo. Agora, eu, pessoalmente, estranho essas questões", afirma.


Quanto às acusações contra Arialdo em si, Ernando afirma que a defesa ainda não pode se manifestar porque ainda não teve acesso ao inquérito do caso. “Seria leviandade, imprudência, falar alguma coisa mais específica. Já pedimos acesso ao inquérito e só depois vamos nos posicionar, até porque há muitas questões técnicas que exigem documentação específica”. “Obviamente, no entanto, negamos antecipadamente todas as acusações de irregularidades”.

A defesa questiona ainda a apreensão de relógios, carros de luxo e obras de arte da residência do secretário na Avenida Beira Mar. “Qualquer cearense sabe que o Arialdo é um empresário muito bem sucedido e com muitos negócios importantes. Não há absolutamente nada apreendido que seja incompatível com o patrimônio dele e com seus negócios”, afirma.

O POVO 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial