-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

01 julho 2021

Governo do Ceará convoca mais 1.090 professores aprovados em concurso da Secretaria da Educação






O governador do Ceará, Camilo Santana, assinou nesta quarta-feira (30) a nomeação de 1.090 professores aprovados no último concurso da Secretaria da Educação (Seduc). Eles ingressarão na rede pública estadual de ensino neste segundo semestre de 2021. Ao lado de Camilo estavam a vice-governadora do Estado, Izolda Cela, a secretária de Educação do Ceará, Eliana Estrela, e o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Lotados nas Secretarias de Educação e de Cultura do Estado do Ceará (Apeoc), Anízio Melo.

De um total de 2.500 professores aprovados em concurso da Seduc, com esse anúncio já foram convocados 2.340. A convocação dos 160 restantes se dará de forma gradual, a partir de vacância, de forma a não ferir lei federal.


“Hoje é um dia muito importante para a educação do Ceará, depois de um anúncio desta manhã, que o Ceará atinge 50% da rede de Ensino Médio com escolas em tempo integral, estamos aqui para cumprir um compromisso que firmamos com os professores, da convocação da segunda turma dos concursados. Há alguns meses convocamos 1.250 professores, e, por conta da lei federal 173, que restringe contratação de novos servidores neste ano de 2021 apenas quando há vacância. Isso já foi dialogado com todos os professores, com a Apeoc e sindicatos. Como só há 1.090 vagas, nós vamos convocar 1.090 professores. E, assim que surgirem as vagas, nós convocaremos os 160 restantes”, explicou Camilo Santana, com a garantia de que a convocação será publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira.

Para Izolda Cela, o momento é de celebrar boas notícias na educação cearense.




“Acredito que são 1.090 boas notícias, que é um cumprimento de nosso compromisso, e que diz respeito a essa agenda de valorização do magistério e das pessoas, pois o nosso objetivo é oferecer boas escolas para crianças e os jovens cearenses”, apontou a vice-governadora do Estado.

Os professores nomeados ingressarão nas escolas da rede pública estadual de todo o Ceará, atuando nas 13 disciplinas do Ensino Médio mais a Língua Brasileira de Sinais (Libras).
Valorização dos educadores


“Quero lembrar também que honramos hoje com as promoções, e que já estão na folha de pagamento de 7 mil professores, assim como o pagamento de 1/3 de férias de efetivos e temporários. Tudo isso é valorização e investimento, na pessoa e no servidor público, mesmo em tempos difíceis de uma pandemia, nós nunca deixamos a educação de lado”, ressaltou a titular da Educação.

Camilo Santana destacou que mantém uma mesa de negociação permanente com a Apeoc, onde todas as reivindicações são dialogadas e o Estado sempre tem cumprido seus compromissos.


“Sindicato, governador, vice-governadora e secretária, todos estamos juntos construindo esse projeto. Nós temos a melhor educação do País, que passa pela garantia da melhor estrutura nas escolas públicas, passa pela melhor política pedagógica do Brasil, e também pela melhor estrutura de carreira do País. Entendemos tudo como uma construção coletiva, e o que vimos é que o Estado do Ceará nunca parou durante a pandemia, foi o primeiro a anunciar aulas remotas, e ainda contou com investimentos em conectividade para os alunos”, celebrou Anízio Melo.
Vacinas e investimentos

O governador ressaltou que o Ceará promoverá um retorno seguro para as aulas no segundo semestre.


“Quero deixar claro que vamos voltar às aulas, mas de forma segura após as vacinas. Defendemos e conseguimos incluir os profissionais da educação como prioridade na vacinação, e agora vamos trabalhar para que a segunda dose seja aplicada o mais rápido possível. Por mérito e confiança, e para retornar às aulas com total segurança, desejamos que todos os profissionais de educação estejam vacinados no Ceará”, explicou Camilo Santana.

Em sua fala, o governador citou várias das ações implementadas em prol da educação, tornando muitas delas políticas públicas permanentes, principalmente em meio à pandemia do coronavírus.


“Distribuímos kits alimentação e cartão alimentação; 338 mil alunos do ensino médio receberam chips para se conectarem e terem acesso às aulas remotas, para que o aluno não se prejudicasse durante a pandemia. Adquirimos 150 mil tablets, personalizados e que permitem boa conectividade de vídeo, destes já entregamos 100 mil para alunos de 1ª série do Ensino Médio e para as Credes, e estamos aguardando para entregar os outros. Tudo isso são ferramentas para agregar aos estudos e ao acesso à informação dos alunos cearenses”, listou.

O chefe do Executivo Estadual também informou que há nova licitação, para alunos de 2ª Série do Ensino Médio, para cerca de 170 mil tablets, com previsão de estender a iniciativa também aos alunos de 3ª série.


“São investimentos que o Estado tem feito para colocar a educação do Ceará conectada, mais moderna, agregando valor ao aprendizado na rede pública”.

Ceará Agora 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial