Alckmin estuda suspender filiação ao PSB para facilitar aliança com Lula


Ex-governador está sendo aconselhado a evitar que negociação para ser vice fique atrelada a disputas regionais da legenda com o PT

Por: Imprensa Livre do Ceará



Alckmin está sendo aconselhado a seguir esse caminho para que sua candidatura a vice na chapa de Lula não fique atrelada a disputas regionais da legenda com o PT.

CÓDIGO POSTAL

Alckmin está sendo aconselhado a seguir esse caminho para que sua candidatura a vice na chapa de Lula não fique atrelada a disputas regionais da legenda com o PT.
ESTRADA LIVRE

Mesmo com Alckmin fora do PSDB, Lula sinalizaria de forma ainda mais clara que deseja ter o ex-governador como vice em sua chapa, independentemente da legenda à qual ele vai se filiar. A preferência seguiria sendo por um acordo amplo com o PSB _mas o fracasso dessa alternativa não seria impedimento para a união dos dois.
LIVRE 2

Definido que Alckmin será o candidato a vice-presidente, no PSB ou fora dele, as negociações do PT com os socialistas não envolveriam mais o nome do ex-governador em tentativas de acertos regionais.

LIVRE 3

Uma eventual filiação de Geraldo Alckmin à legenda não poderia mais, portanto, ser usada como trunfo por integrantes do PSB, ficando desvinculada das ambições de suas lideranças regionais. A aliança entre os dois seria facilitada.
MOEDA

Parte dos socialistas —entre eles o próprio presidente da legenda, Carlos Siqueira— tenta condicionar a filiação de Alckmin ao compromisso do PT de, em troca, apoiar candidatos do PSB aos governos estaduais de São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Acre, Espírito Santo e Rio de Janeiro.
MOEDA 2

O estado de São Paulo é o mais difícil de equacionar: o PT não pretende abrir mão da candidatura de Fernando Haddad ao Palácio dos Bandeirantes para apoiar o ex-vice-governador Mário França, do PSB, que também pretende se candidatar ao governo.

MOEDA 3

Em outros estados, a aliança é mais provável —e vital. Em Pernambuco, por exemplo, o PSB necessitaria do apoio do PT para garantir a permanência no poder. No Rio de Janeiro, o candidato ao governo Marcelo Freixo conta com um acordo com os petistas e Lula em seu palanque para ficar mais perto da vitória.

Comentários