-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

09 dezembro 2021

Bolsonaro volta a atacar Moraes e chama de "violência" prisão de Zé Trovão




Em entrevista à "Gazeta do Povo", presidente rompeu trégua com o STF e classificou como "abuso" a abertura de inquérito sobre uma de suas lives

Por: Imprensa Livre do CearáFonte: O Antagonista



Foto: Palácio do Planalto/Flickr


Em entrevista à "Gazeta do Povo", presidente rompeu trégua com o STF e classificou como "abuso" a abertura de inquérito sobre uma de suas lives

Foto: Palácio do Planalto/Flickr



Em entrevista ao jornal “Gazeta do Povo” divulgada na noite desta quarta-feira (8), Jair Bolsonaro voltou a atacar Alexandre de Moraes e celebrar os atos do dia 7 de Setembro, além de classificar como “abuso” a abertura de um novo inquérito do STF.

O presidente chamou as prisões de aliados como Oswaldo Eustáquio, Roberto Jefferson e o caminhoneiro Zé Trovão de “violência praticada por um ministro do Supremo”, sem citar explicitamente o nome de Moraes. “[Ele] agora abriu mais um inquérito em função de uma live que eu fiz há poucos meses. É um abuso.”


Hoje, conforme publicamos mais cedo, o Supremo formou maioria pela manutenção da prisão do caminhoneiro, por incentivar atos antidemocráticos e ataques ao próprio STF.

Bolsonaro também disse —sem explicar a metáfora— que Moraes estava “no quintal de casa”. “Será que ele vai entrar? Será que ele vai ter coragem de entrar? Não é um desafio para ele. Quem tá avançando é ele, não sou eu. Agora, isso interessa a todo mundo no Brasil.”

Na última sexta (3), o ministro do STF determinou a abertura de um inquérito para investigar a live em que o presidente apontou ligação entre a vacinação contra a Covid e o desenvolvimento da Aids, o que é falso e sem fundamento.

“Eu espero que essas pessoas não avancem mais, leiam a Constituição, entendam realmente qual é o sentimento da população, em especial daquele último movimento de 7 de setembro. Foram as ruas pedindo o quê? Liberdade”, acrescentou Bolsonaro.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial