Jogada
Família de Neymar acumula dívidas de mais de R$ 21 mil; fortuna do jogador é de R$ 4,8 bi

Escrito por Redação, 09:25 / 05 de Julho de 2024. Atualizado às 11:26 / 05 de Julho de 2024
Informações do jornal O Globo apontam que dívidas são da irmã e dos pais do atleta
Legenda: Familiares do jogador teriam adquirido dívidas em boletos, exames clínicos e até em pagamento de condomínio
Foto: reprodução/Instagram


A família do jogador brasileiro Neymar estaria com uma série de dívidas, incluindo boletos atrasados, nome protestado em cartório e até falta de pagamento em eletrodomésticos. Segundo informações do jornal O Globo, as dívidas de parentes do atleta chegam a mais de R$ 21 mil, ainda que ele possua uma fortuna estimada em R$ 4,8 bilhões.




O pai de Neymar, por exemplo, teve o nome protestado por algumas dívidas no Rio de Janeiro e em Santos, conforme alguns serviços de proteção ao crédito. Ele é empresário e sócio do filho em vários empreendimentos, aponta o jornal.



Neymar da Silva Santos, o Neypai, também deixou de pagar uma empresa responsável pela venda do sistema de ar-condicionado dos quatro andares da cobertura de Neymar em Balneário Camboriú (SC). A maior delas, que está em atraso, é uma dívida de pouco mais de quase R$ 5 mil, cobrada desde abril deste ano.


Já a irmã de Neymar, Rafaella Santos, possui dívidas em um hospital e em um laboratório de análises clínicas em São Paulo. Os exames teriam custado R$ 6,5 mil, com parcelas de R$ 250, que não foram pagas entre 2020 e 2022.

Nadine Gonçalves, mãe do jogador, possui dívida menor, de R$ 2,6 mil, aparentemente correspondentes a duas faturas de condomínio, dos meses de fevereiro e março deste ano. Ela também teve o nome encaminhado ao cartório por conta da dívida.

Se somadas, as dívidas dos três estão avaliadas em torno de R$ 21 mil. O valor contrasta, inclusive, com o salário de Neymar no Al-Hilal, clube em que joga atualmente. Por lá, ele recebe cerca de R$ 40 milhões por mês, valor equivalente, em média, a cerca de R$ 55 mil em ganhos por hora

DN

Comentários