-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

22 abril 2016

48 deputados processados na justiça votaram na sessão do Impeachment




Parlamentares réus em ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF) votaram em peso a favor da abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Entre os 48 deputados que respondem a a ações penais, 40 votaram a favor do processo que pode resultar na saída da petista da Presidência da República. Só oito registraram voto contrário. As acusações vão de crime de responsabilidade – como o atribuído a Dilma – a corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e desvio de verba pública.
Um dos votos foi dado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é o único congressista réu na Lava Jato. Cunha é acusado pela Procuradoria-Geral da República de corrupção e lavagem de dinheiro. O deputado é suspeito, por exemplo, de ter mantido contas não declaradas no exterior para receber propinas que chegariam a R$ 52 milhões, segundo os investigadores. Ele nega as denúncias.
Além de Cunha, 20 deputados também investigados por receber recursos desviados da Petrobras participaram da sessão de ontem. Nenhum deles, porém, ainda é réu. Da “bancada da Lava Jato”, só Aníbal Gomes (PMDB-CE), com problemas de saúde, não compareceu à sessão desse domingo. Entre eles, 15 votaram pela abertura de processo contra a presidente, quatro foram contra e um se absteve – Mário Negromonte Junior (PP-BA).
O total de parlamentares sob suspeita é muito maior, como mostra o último levantamento geral doCongresso em Foco, que inclui congressistas que respondem a inquérito (investigação preliminar) ou ação penal (processo). Até o fim de novembro, quase200 deputados e senadores, entre apoiadores e adversários de Dilma, eram investigados no Supremo.
O voto dos investigados na Operação Lava Jato:
Afonso Hamm (PP-RS) Impeachment – sim
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) Impeachment – sim
Arthur Lira (PP-AL) Impeachment – sim
Dilson Sperafico (PP-PR) Impeachment – sim
Eduardo da Fonte (PP-PE) Impeachment – sim
Eduardo Cunha (PMDB-RJ) Impeachment – sim
Jerônimo Goergen (PP-RS) Impeachment – sim
José Mentor (PT-SP) Impeachment – não
José Otávio Germano (PP-RS) Impeachment – sim
Lázaro Botelho (PP-TO) Impeachment – sim
Luiz Carlos Heinze (PP-RS) Impeachment – sim
Luiz Fernando Faria (PP-MG) Impeachment – sim
Mário Negromonte Junior (PP-BA) abstenção
Missionário José Olimpio (DEM-SP) Impeachment – sim
Nelson Meurer (PP-PR) Impeachment – sim
Renato Molling (PP-RS) Impeachment – sim
Roberto Balestra (PP-GO) Impeachment – sim
Roberto Britto (PP-BA) Impeachment – não
Simão Sessim (PP-RJ) Impeachment – sim
Vander Loubet (PT-MS) Impeachment – não
Waldir Maranhão (PP-MA) Impeachment – não
 
Roberto Moreira
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial