-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

28 novembro 2016

Eleição da Assembleia Legislativa racha base do governo


Sérgio Aguiar recebeu apoio de 11 deputados

Dois candidatos do mesmo partido se lançam à Presidência da Assembleia Legislativa. Ambos do PDT, o atual presidente Zezinho Albuquerque e Sérgio Aguiar, 1º secretário, devem disputar entre si com chapas de dez integrantes cada. O impasse divide a base do governador Camilo Santana.

A votação está prevista para esta quinta-feira, 1º de dezembro, às 11 horas. Os concorrentes têm até 24 horas antes da eleição para registrar suas chapas. Até o momento, as candidaturas não foram oficializadas, mas já começaram a receber apoio de parlamentares.

O bloco de 11 deputados formado por PSD-PMB-PEN-PCdoB-PRP já declarou que ficará ao lado de Sérgio Aguiar. O líder do grupo, deputado estadual Osmar Baquit (PSD) disse que tanto a candidatura de Sérgio como o apoio do bloco são “irreversíveis”.

“Sérgio foi o único que procurou o meu bloco para conversar sobre participação na Mesa e fechamos e decidimos com ele. Entendemos que é nosso candidato. Não estamos aqui para fazer crítica (ao Zezinho), apenas para apoiar Sérgio”, afirma.

Por outro lado, o restante do PDT fechou apoio à reeleição de Zezinho Albuquerque, que já cumpre segundo mandato de dois anos. Se vencer, ele ficará por seis anos como presidente da Casa.

O POVO apurou que 20 parlamentares já teriam acordado em votar na chapa de Zezinho. Além dos 11 pedetistas, outros nove nomes estariam com ele, incluindo os dois nomes do PT, Elmano de Freitas e Rachel Marques, Zé Ailton (PP), João Jaime (DEM), Walter Cavalcante (PP), David Duran (PRB) e Leonardo Pinheiro (PP).

O líder do governo na Assembleia, deputado Evandro Leitão (PDT), informou que o governador Camilo Santana (PT) convocará uma reunião com toda a base até, no máximo, amanhã, terça-feira.

Segundo ele, ainda não está decidido se haverá de fato duas chapas opostas na disputa. “O que aconteceu foram dois candidatos que legitimamente apresentaram seus nomes para ser presidente no próximo biênio. Ainda acredito que possamos encontrar uma solução até quinta-feira”, aponta.

O chapa escolhida deverá tomar posse no dia 1º de fevereiro, conforme prevê o regimento. O mandato será para os anos de 2017 e 2018.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial