-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

08 dezembro 2016

Sergio Aguiar anuncia independência em relação ao PDT e ao Governo



O deputado Sérgio Aguiar se declarou “independente” em relação ao governo de Camilo Santana (PT). Ontem, foi a primeira vez que o parlamentar usou a tribuna da Assembleia Legislativa após perder a disputa pela presidência da Mesa Diretora da Casa, na semana passada. Aguiar ainda não deliberou sobre a permanência no PDT e, inclusive, evitou comentar sobre o assunto.
Sérgio Aguiar perdeu a disputa para o deputado estadual Zezinho Albuquerque, que foi reeleito presidente da AL por 27 votos a 18. Zezinho, que é correligionário de Aguiar, contou com apoio do governador Camilo Santana e dos ex-governadores Cid e Ciro Gomes.
Evitando tecer críticas diretas, Aguiar falou da recondução de Zezinho Albuquerque à frente da Casa para o biênio 2017-2018 e afirmou ter sido prejudicado pela atuação do governo no caso. “Quero dizer também que combati o bom combate, participando do processo de eleição da Mesa Diretora. Agradeço os 18 votos dos que tiveram a oportunidade de me dar essa confiança. Não foi possível o êxito. Se fosse 24 horas antes, o resultado seria outro”, frisou ele, acrescentando que faz “política com P maiúsculo” e com “respeito” aos adversários. “Não faço a política da barganha, e dos achacadores, que vendem a dificuldade para depois oferecer a facilidade. Estarei sempre aqui para defender o meu mandato em defesa da sociedade cearense, e me postar com a altivez”, disse.
A partir de agora, conforme explicou o parlamentar, todas as matérias oriundas do Governo passarão por um crivo criterioso, pois, antes, “defendia todas as proposições de olhos fechados”. “Quero também dizer que nem Jesus se livrou da traição. Foi um beijo de Judas que o entregou aos que lhe crucificaram”, afirmou.
Alternativa
Depois de Aguiar, o deputado Carlos Matos (PSDB) esclareceu sua postura durante as eleições para Mesa Diretora da Casa. O tucano, que apoiou a candidatura de Sérgio Aguiar, afirmou que optou por “alternativa”. Matos avaliou que houve “disputa política” durante a eleição, inclusive “com a intervenção dos cardeais da política cearense”. Para ele, Aguiar (PDT), candidato à presidente da chapa alternativa, saiu fortalecido. “Mas a democracia venceu e espero que agora nosso presidente passe a tratar os parlamentares não como oposição e situação, e sim como representantes do povo cearense e que estão aqui por ele”, salientou.
Correligionários e aliados do Governo acompanharam o discurso, mas sem manifestações. Nos bastidores, porém, governo Camilo Santana segue trabalhando para reparar impactos da vitória Albuquerque na base aliada, incluindo aparar as arestas com Aguiar. Além disso, trabalha para evita o fortalecimento da oposição. Isso porque a disputa pelo comando da AL provocou um rompimento da aliança dos Ferreira Gomes com Domingos Filho, que apoiava Sérgio Aguiar. O conselheiro, eleito presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), é líder do grupo do PSD e PMB, segundo maior bloco parlamentar na Assembleia Legislativa.

O Estado
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial