-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

11 fevereiro 2017

Juiz reage assalto e dois criminosos morem baleados


Caroline AleixoDo G1 Triângulo Mineiro
Um juiz da comarca de Uberlândia, de 53 anos, atirou contra dois criminosos durante um assalto, na madrugada desta sexta-feira (10), no Bairro Luizote de Freitas. Os assaltantes não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Outro suspeito fugiu após o fato e o juiz apresentou aos policiais a arma usada no crime.
Após o fato, a Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis) enviou nota à imprensa manifestando apoio ao magistrado.
De acordo com as informações Polícia Militar (PM), o fato foi registrado por volta da meia-noite em uma lanchonete na Avenida Doutor João Manoel Tannus. Três suspeitos chegaram ao estabelecimento armados e anunciaram o assalto. Foram roubados seis aparelhos celulares de clientes e cerca de R$ 50 em dinheiro.   
As vítimas relataram aos militares que um dos autores estava encapuzado e, portando um revólver calibre 32, foi em direção ao caixa e ameaçou o proprietário do estabelecimento. Outro autor dava apoio ao assalto portando uma pistola.

Durante a ação, um dos criminosos teria apontado a arma para o magistrado que também estava no local. Momento que, em legítima defesa, o juiz sacou uma pistola e disparou contra os autores, sendo dois atingidos na cabeça e pescoço.
A identificação e idade dos autores não foram informadas. A polícia faz rastreamentos na tentativa de localizar o outro suspeito que fugiu em um carro de passeio sentido ao Bairro Planalto. A perícia técnica da Polícia Civil também foi acionada e parte dos materiais roubados localizada com um dos autores mortos.

O juiz aguardou a chegada da polícia para prestar esclarecimentos e apresentou a arma utilizada - uma pistola 380 - para ser periciada.
Conforme foi informado pela comunicação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o juiz deverá se apresentar ao presidente do TJ, em Belo Horizonte, o qual iniciará uma investigação sobre o fato, conforme Lei Orgânica da Magistratura que trata sobre crimes cometidos por membros do judiciário.
Amagis manifesta apoio integral a juiz de Uberlândia
Em nota enviada à imprensa na manhã desta sexta-feira (10), o presidente da Amagis, desembargador Maurício Soares, se solidarizou e informou estar à disposição do juiz de direito para as providências necessárias. Confira a íntegra abaixo:

A Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis) manifesta total apoio e solidariedade a um juiz da Comarca de Uberlândia, que, em legítima defesa, reagiu a um assalto nesta cidade. Por orientação de segurança, seu nome não está divulgado

O Centro de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e a Comissão de Segurança da própria Associação irão apurar se a ocorrência teria alguma relação com a atuação judicante, correta e íntegra, do magistrado.

A Diretoria da Amagis e o seu Departamento Jurídico estão à disposição do magistrado para todas as providências necessárias em favor de sua segurança pessoal, bem como garantir sua independência de julgar.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial