-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

06 setembro 2018

Bolsonaro passa por cirurgia e médicos estabilizam estado de saúde









O candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi submetido nesta quinta-feira (6) a uma laparotomia exploratória no hospital Santa Casa após ser atingido por uma facada durante um evento da campanha em Juiz de Fora (MG).

A cirurgia -que é de emergência, realizada com a abertura do abdômen- foi para verificar a extensão dos danos causados pelo ferimento. Os médicos verificaram a necessidade da cirurgia após exames de ultrassom.

Segundo apurou a reportagem, a facada atingiu o fígado e, possivelmente, a artéria mesentérica, que sai da aorta e irriga o intestino e outros órgãos do abdômen. Os detalhes serão divulgados em coletiva de imprensa pelo hospital em breve. De acordo com a TV Globo, o candidato está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Bolsonaro chegou à Santa Casa de Juiz de Fora em estado grave. Por causa da extensa perda de sangue, ficou hipotenso (com pressão baixa) e chegou a entrar em choque, uma estado crítico com baixas funções vitais.

O presidenciável foi operado pelos médicos Cícero de Lima Rena, cirurgião coloproctologista (intestino), e Glaucio Silva de Souza, cirurgião especialista em fígado, além de uma extensa equipe. Os médicos conseguiram estabilizar o estado de saúde dele e a cirurgia estava prevista para acabar em poucos minutos.


A última pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (5), apontou o candidato do PSL em primeiro lugar, com 22% das intenções de voto.

O presidente nacional do PSL, Gustavo Bebianno, disse à reportagem que "agora é guerra" ao ser questionado sobre o ataque ao presidenciável. Bebianno é o braço-direito de Bolsonaro e tem acompanhado todas as agendas do candidato.

Coordenador da campanha de Bolsonaro em São Paulo, o deputado Major Olímpio (PSL) diz que a segurança do presidenciável não poderia ser melhor e que a facada não deve mudar os procedimentos adotados atualmente para protegê-lo.

"Temos toda a cautela do mundo com os eventos do ​Bolsonaro. Eu participo e a Polícia Federal disponibiliza a segurança para ele o tempo todo, 24 horas por dia com ele, principalmente em ambientes públicos. Mas logicamente, como ele acaba chamando a atenção de milhares de pessoas e ele gosta de se aproximar de todo mundo, isso aumenta a vulnerabilidade."

DN
:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial