-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

29 setembro 2019

Colisão entre composições do VLT deixa 37 feridos


Adicionar legenda





Duas composições do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que operam de forma assistida em Fortaleza desde julho de 2017, colidiram ontem (28) na altura do cruzamento da Rua Bartolomeu Gusmão com Avenida Aguanambi, no bairro de Fátima. A Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor) apura as causas do acidente. A quantidade de passageiros que estava na linha Parangaba-Mucuripe não foi divulgada. Porém, segundo apuração do Sistema Verdes Mares (SVM), pelo menos 37 pessoas ficaram feridas, incluindo os dois maquinistas do equipamento.

A colisão aconteceu por volta de 11h45. Conforme relato do estudante de Enfermagem, João Vítor de Sousa, 20, os usuários do equipamento foram arremessados para frente na hora do choque frontal. "Parecia uma explosão, foi um choque muito forte. A gente não conseguia abrir as portas e tinha muita poeira. Comecei a me desesperar", detalha o jovem que sofreu uma lesão na orelha direita.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Corpo de Bombeiros e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), foram destacadas para o local da ocorrência, nas proximidades da estação Borges de Melo. Cerca de 20 vítimas deram entrada na emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro. Os demais feridos foram encaminhados aos Frotinhas da Parangaba e de Messejana.

Maquinistas

Entre os feridos resgatados, dois maquinistas, que trabalhavam há dois anos no VLT, ficaram presos entre as ferragens. Jonas Targino Macêdo Conegundes, de 28 anos, teve fratura exposta na perna esquerda. Após avaliação médica, ele foi submetido a um procedimento cirúrgico, ainda na tarde de ontem, no IJF. De acordo com o primo da vítima, o autônomo Felipe Cavalcante, 33, depois do incidente, Jonas não conseguiu descrever como tudo aconteceu.

"Ele relatou que foi muito rápido e só se lembrava de quando os bombeiros estavam retirando ele do VLT". Para o familiar do maquinista, o acidente não trouxe consequências fatais graças à providência divina. "Dois trens, um de frente para o outro na velocidade que vinham, foi milagre de Deus. Tanto ele quanto o segundo (maquinista) estão falando e com os sinais vitais bastante normais".

O segundo profissional, identificado como Luiz Gonzaga Nobre Machado, de 57 anos, teve fratura em três costelas, de acordo com o filho da vítima, Samir Machado. "Ele chegou ao hospital com escoriações no braço, sem fratura aparente e com muita dor na costela, no pescoço e na perna. A única coisa que ele falou comigo foi 'Deus te abençoe', porque ele sente muita dor e não consegue falar", contou.

Adicionar legenda

Vítimas foram socorridas pelo Samu e encaminhadas a unidades de saúdeFOTO: HELENE SANTOS



Investigação

Por meio de nota, o Metrofor informou que já iniciou levantamento para investigar quais os fatores que ocasionaram o acidente. O órgão ressaltou ainda que os trens serão levados para manutenção e a operação na linha atingida pela colisão está suspensa.

O governador do Ceará, Camilo Santana, comentou sobre a ocorrência nas redes sociais, reforçando que o caso terá ampla investigação das autoridades do Estado. "Minha determinação é para que a apuração seja feita com todo o rigor, a fim da tomada de providências. Presto minha solidariedade às vítimas e aos seus familiares", concluiu.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial