-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

18 junho 2020

Mesmo após reabertura tendência de queda de indicadores da Covid-19 permanecem em Fortaleza





Após reunião para avaliar os dados assistenciais e epidemiológicos relacionados à Covid-19 em Fortaleza, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) afirmou em live na noite desta quarta-feira, 17, que a reabertura da economia, que está em sua terceira semana, não impactou negativamente nos indicadores da Capital até o momento. Desde o pico da doença, que foi entre as Semanas Epidemiológicas (SEs) 17 e 18 para novos casos e entre as SEs 19 e 20 para mortes, os números seguem caindo.

A melhora mais expressiva, conforme o prefeito, é percebida nos atendimentos por síndrome gripal nos postos de saúde, que são a porta de entrada para pacientes que depois evoluem para o diagnóstico positivo de coronavírus. A média de casos atendidos, que já vinha apresentando queda, seguiu estável mesmo após o início da reabertura.


O início do plano de retomada da economia, que na semana de transição liberou o funcionamento de salões de beleza, barbearias e setores da indústria, iniciou no dia 1ª de junho, durante a SE 23. Um possível impacto seria sentido na semana seguinte, a 24. Mas, segundo gráficos exibidos pelo prefeito em live, o índice de procura nos postos continuou caindo.Atendimento de casos de síndrome gripal nos postos de saúde de Fortaleza permaneceu em queda (Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza)


"Nossos epidemiologistas analisam que se o período de transição tivesse tido um impacto negativo e severo na disseminação da doença, ele já teria modificado a procura por quadro gripal na semana seguinte. E não teve. A gente teve uma continuidade de queda", avalia o chefe do Executivo Municipal.
Platô

No platô dos óbitos decorrentes da doença foi registrada uma média de 80 mortes diárias em Fortaleza. Na SE 24, que terminou no último sábado, 13, a média estava em 15 por dia. Na SE 23, 31.3 óbitos por coronavírus eram registrados na Capital.

Outro dado destacado por Roberto Cláudio é o percentual de uso de respiradores na rede pública municipal, destinados a pacientes com quadro mais grave de Covid-19. Nessa terça-feira, 16, o percentual estava em 27.62%, o mais baixo já registrado desde o começo da pandemia. "São dados que sinalizam a eficiência das políticas de isolamento e a qualidade do aprimoramento do manejo clínico desses pacientes", aponta RC.

"Mesmo com esse processo mais recente de abertura, que está na sua terceira semana, a despeito de ter tido problemas de não cumprimento de regras em algumas áreas da cidade e em alguns estabelecimentos comerciais, é importante dizer que a gente segue ainda em uma tendência de dados favoráveis", pontua o prefeito. A cautela e a cumprimento das medidas sanitárias e de isolamento social, porém, devem continuar e são essenciais para a manutenção do quadro favorável para a Capital, avalia o chefe do Executivo Municipal.
Coronavírus no Ceará

O Ceará registra 85.606 casos confirmados de Covid-19 e 5.307 mortes pela doença. Os dados foram atualizados às 18h16min desta quarta-feira, 17 de junho (17/06), pela plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Foram mais 3.437 casos confirmados em 24 horas e mais 115 óbitos contabilizados. Fortaleza é o município com o maior número de confirmações da patologia, com 31.841 casos confirmados e 3.059 mortes.

O POVO 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial