-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

07 setembro 2020

Mortes por Covid-19 voltam a crescer no Ceará enquanto média móvel do país cai pela 1ª vez



Mortes por Covid-19 voltam a crescer no Ceará enquanto média móvel no país cai pela 1ª vez

Estado soma 8.565 mortes pela doença desde o início da pandemia e é um dos mais afetados pela doença no Brasil.






Média móvel de mortes por Covid-19 volta a crescer no Ceará em setembro, após pico em junho — Foto: Reprodução



Enquanto a média móvel de óbitos por Covid-19 no Brasil caiu pela primeira vez desde o início da pandemia nessa semana, o Ceará volta a apresentar aumento nas mortes pela doença.


No sábado, às 20h, o balanço do consórcio de veículos de imprensa indicou 126.230 mortes confirmadas, 646 em 24 horas, em todo o país. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 819 óbitos, uma variação de -17% em relação aos dados registrados em 14 dias.


No Ceará, a média móvel teve aumento de 17% no número de óbitos, o único estado do Nordeste que teve alta. O estado teve uma média de 26 mortes por dia na semana; nos sete dias anteriores, ocorreram 22 óbitos por dia.


Segundo a Secretaria da Saúde, o Ceará soma 8.565 óbitos desde o início da pandemia.


Além do Ceará, os óbitos por Covi-19 subiram em Tocantins e Amazonas. Confira a situação nos demais estados:



Em estabilidade, ou seja, o número de mortes não caiu nem subiu significativamente: PR, RS, SP, GO, MS, MT, PA, RO, RR, MA
Em queda: SC, ES, MG, RJ, DF, AC, AP, AL, BA, PB, PE, PI, RN, SE






Ceará volta a apresentar alta no número de mortes por Covid-19 — Foto: Arte G1


O governador do Ceará, Camilo Santana, usou as redes sociais neste sábado (6) para alertar a população de que a pandemia continua, e as pessoas devem colaborar com o distanciamento social.


"É inadmissível o que temos visto aqui e em vários locais do país. Por mais que equipes de fiscalização tentem agir, se não houver a colaboração das pessoas, fica tudo mais difícil."


O governador não citou pontos específicos de aglomeração, mas mensagem foi publicada um dia após imagens da lotação na Vila de Jericoacoara repercutir em todo o país.

G-1
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial