-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

12 novembro 2020

Fortaleza perde para o Bahia e acumula terceira derrota em seguida na Série A




Zagueiro Juninho cabeceia na saída do goleiro Felipe Alves em lance do jogo Bahia x Fortaleza, na Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro Série A (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Em noite de atuação apagada, o Fortaleza foi derrotado por 2 a 1 pelo Bahia, nesta quarta-feira, 11, na Arena Fonte Nova, em Salvador, em jogo atrasado da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Pouco inspirado, o setor ofensivo do Leão pouco assustou o Esquadrão. Ainda na primeira etapa, os donos da casa marcaram com o zagueiro Juninho, em falha do goleiro Felipe Alves. Bergson voltou a balançar as redes e deixou tudo igual no segundo tempo, mas Gilberto decretou a vitória baiana.

O terceiro revés em sequência na Série A - já havia perdido para Fluminense, por 1 a 0, e Athletico-PR, por 2 a 1 - faz o Tricolor do Pici cair para a 12ª posição, com 24 pontos





Já sob o comando do técnico Marcelo Chamusca, contratado para substituir Rogério Ceni, o Fortaleza enfrenta o São Paulo no próximo sábado, 14, às 19 horas, na Arena Castelão, pela 21ª rodada da competição nacional.

Primeiro tempo morno

Comandado pelo interino Marconne Montenegro, o Leão voltou a atuar com quatro atacantes - Osvaldo, Romarinho, David e Bergson. Apesar disso, não conseguiu ter volume ofensivo e pouco criou no primeiro tempo.

Com postura mais cautelosa, em busca dos contra-ataques na velocidade de Fessin e Elber, o Bahia administrava a igualdade sem gols à procura de brechas na defesa adversária. E os visitantes sofreram uma baixa ainda no início da partida: Roger Carvalho sentiu dores musculares e foi substituído por Carlinhos - Bruno Melo passou para a zaga.

Em rara chegada ao ataque, Carlinhos avançou pelo lado esquerdo, cruzou rasteiro, David ajeitou e Bergson finalizou, mas a defesa do Bahia travou. Aos 24 minutos, após cobrança de escanteio, a zaga do Leão não conseguiu cortar, e a bola ficou com Juninho Capixaba, que cruzou da entrada da área. Felipe Alves saiu mal do gol, e Juninho subiu para abrir o placar.

Daí em diante, o duelo tricolor seguiu morno, sem grandes emoções. O VAR chegou a checar uma dividida entre Paulão e Juninho Capixaba para analisar uma possível expulsão do zagueiro do Fortaleza, mas o árbitro entendeu que foi uma disputa normal.

Leão reage, Gilberto decide

Na volta para o segundo tempo, o Tricolor do Pici mostrou nova postura, com maior ímpeto ofensivo. Logo aos quatro minutos, após cobrança de falta rápida, Romarinho arriscou chute rasteiro da entrada da área, mas a bola saiu à direita de Douglas.

Dois minutos depois, Juninho cobrou falta cruzada, e o camisa 1 do Bahia saiu do gol para ficar com a bola em dois tempos. No minuto seguinte, em contra-ataque, Fessin recebeu passe na ponta direita e tocou para Gilberto, que tentou cruzar para Elber, mas errou o pé. Aos oito, em novo contragolpe, Fessin deu bom passe em profundidade para Elber, que chutou rasteiro, mas Felipe Alves defendeu.

Aos 15 minutos, Elber fez jogada individual pelo lado esquero da área, bateu cruzado e o arqueiro do Leão defendeu. Na sobra, Edson chutou para fora. Três minutos depois, o Fortaleza respondeu com Gabriel Dias, que cruzou rasteiro para David, mas a zaga do Bahia travou e deu escanteio.

Depois da cobrança, a bola sobrou para Osvaldo na ponta esquerda. O camisa 11 cruzou, Bergson subiu mais que a zaga mandante e cabeceou para deixar tudo igual. O atacante já havia marcado também no revés para o Furacão, no primeiro jogo como titular no novo clube.

Aos 22, porém, após jogada de Fessin dentro da área, Felipe tentou cortar o passe, a bola sobrou para Gilberto, que se chocou com o volante adversário e caiu na área. O árbitro assinalou pênalti, cobrado e convertido pelo próprio camisa 9 baiano.

Novamente em desvantagem no placar, o Fortaleza realizou substituições para ganhar novo fôlego e tentar buscar o empate. O Esquadrão, por sua vez, passou a explorar os contra-ataques. Aos 30, Fessin recebeu bom passe na entrada da área e bateu cruzado, mas Felipe Alves evitou o gol com boa defesa.

Com a presença de Wellington Paulista na área, o Leão do Pici tentou chegar ao empate no "abafa", explorando cruzamentos na área e laterais longos, mas não teve sucesso. O camisa 9 aproveitou cruzamento do lado esquerdo e desviou de cabeça à esquerda de Douglas, aos 40 minutos. Nos instantes finais, o Bahia teve sucesso para cortar as bolas alçadas e administrou a vantagem.

O POVO 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial