-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

03 abril 2021

Ceará goleia o Sport por 4 X 0 na Ilha do Retiro e elimina o time pernambucano da Copa do Nordeste




Ceará vence o Sport por 4 a 0 na Ilha do Retiro em partida válida pela Copa do Nordeste. (Foto: Fausto Filho/ Ceará SC)

O Ceará quebrou um tabu de quase três décadas ao golear o Sport por 4 a 0, na Ilha do Retiro, em Recife. Em jogo válido pela Copa do Nordeste, o Alvinegro não teve grandes dificuldades para consolidar o placar e eliminou o Rubro-Negro pernambucano da competição. Com a vitória, o Vovô chega na liderança provisória do grupo, com 13 pontos, e aumenta a sua série invicta no Nordestão para 19 partidas. Agora, o atual campeão aguarda o fim da rodada para saber se a vitória também renderá a classificação antecipada para próxima fase da Copa do Nordeste.


A vitória começou a ser definida com duas jogadas de bola parada na primeira etapa. Em dois escanteios cobrados por Vina, aos 30 e aos 32 minutos, o Ceará conseguiu marcar com Gabriel Dias, que após rebatida na área, chutou forte para abrir o placar. O segundo gol veio com Cléber, que apareceu sozinho na entrada da pequena área para abrir dois gols de vantagem.

No segundo tempo, o Sport até tentou ser mais ofensivo, mas o Ceará era mais perigoso nos contragolpes. Aos 31 minutos, após grande passe de Lima, o colombiano Mendoza dominou de frente para o gol e bateu com estilo para fechar o placar. O time pernambucano desmoronou na partida. E a pá de cal veio aos 46 minutos, em troca de passes, Vizeu cruzou rasteiro na frente do gol e Pedro Naressi, que entrou no fim do jogo no lugar de Charles, apenas escorou para o fundo do gol.

Desde 1993 (há 28 anos) o Vovô não vencia na Ilha do Retiro em jogos contra o Sport. Na história dos confrontos, o time cearense sempre enfrenta dificuldades com resultados jogado fora de casa contra os pernambucanos, com vitórias apenas em 1993 e 1969. A sequência invicta do Ceará na Copa do Nordeste é a maior da história da competição regional. O recorte de jogos sem perder no Nordestão teve início em 26 de janeiro de 2020, quando empatou em 2 a 2 com o Frei Paulistano, na estreia na competição, na temporada passada. De lá pra cá, a equipe do Porangabuçu engatou a sequência invicta, conquistou o título e mantém a condição em 2021.
O jogo

1º tempo

Aos três minutos o Sport começou assustando com uma finalização de fora da área de Toró. Richard espalmou e jogou para escanteio sem muito esforço.

Aos sete minutos, outra chegada perigosa do Sport, que veio tocando a bola da defesa até chegar em Neílton, que em velocidade passou para Patrick, que entrou dentro da área e tentou cruzar, mas lance foi cortado por Gabriel Dias.

O primeiro ataque com finalização do Ceará no jogo foi aos 12 minutos com o atacante Cléber, que após passe errado no meio-campo do Sport recuperou a bola, mas se precipitou e chutou de muito longe, sem perigo para o goleito rubro-negro.

Jogada de perigo para o Sport foi aos 22 minutos após falta na entrada da área cometida por Charles. Na cobrança, Thiago Neves chutou, mas o goleiro Richard defendeu sem maiores problemas.

Após os primeiros movimentos de jogo, ficou claro que o time da casa tentava pressionar mais e criava as melhores oportunidades, porém, as finalizações não eram as ideais e não criavam problemas para Richard. O Ceará, no entanto, mesmo se mostrando seguro na defesa, pouco criava no ataque. Errando muitos passes, o time cearense pouco chegava na área do Sport.

--Com dificuldades para acertar o último passe, o Ceará foi mais perigoso na bola aérea. Em jogada de escanteio batido por Vina, confusão na área e após bola rebatida, sobra para Gabriel Dias de frente para o goleiro. Ele conseguiu chutar forte e fez o gol do Alvinegro aos 30 minutos. Esse foi o primeiro tento do lateral-direito com a camisa alvinegra.

O segundo gol foi quase uma repetição do primeiro. Novamente após batida de escanteio de Vina, Charles arrumou para Cléber na entrada da pequena área, que emendou com chute forte de perna direita, marcando seu primeiro gol na temporada. Aos 33 minutos do primeiro tempo, o Ceará garantiu o 2 a 0 e ficou tranquilo na liderança do placar.

Sofrer dois gols em jogadas seguidas abalou o time do Sport. O time permaneceu apático até o fim do primeiro tempo. Na saída de campo, Toró, o principal jogador do time pernambucano na primeira etapa, destacou que o time vinha bem até o momento do primeiro gol cearense. "A gente vinha chegando no começo do jogo, mas demos mole em duas bolas paradas".

No lado contrário, o lateral-direito Gabriel Dias destacou o mesmo fato e o poder de recuperação do time na primeira etapa. "Feliz pelo gol, mas o mais importante é a atuação que a equipe está tendo. Acho que nos primeiros 15 minutos entramos um pouquinho devagar, mas melhoramos e fizemos o primeiro gol, e agora o segundo com o Cléber. Agora é manter a pegada para que a gente possa sair daqui com a vitória."

2º tempo

Mesmo precisando da vitória para continuar sonhando com a classificação e não ser eliminado pela primeira vez em sua história na primeira fase do Nordestão, o Sport voltou com o mesmo time para a segunda etapa. O que mudou foi a postura, que ficou ainda mais ofensiva do que iniciou o jogo.

A principal chance do Sport no jogo foi aos 4 minutos em batida de escanteio. Após cruzamento, Marcão apareceu sozinho na área e cabeceou forte, mas Richard defendeu de forma espetacular. O time pernambucano continuava tendo chegadas baseadas em bolas cruzadas, enquanto o Alvinegro de Porangabuçu

Aos 17 minutos, o Ceará chegou perigosamente em contragolpe. Vina tabelou com Saulo Mineiro entrou dentro da área e chutou de perna esquerda para boa defesa do goleiro do Sport, Luan Polli.

O mesmo Vina perdeu chance clara de gol ao receber bola em profundidade e ficar sozinho com o goleiro. O meia-atacante chutou, mas em cima do goleiro. Mendoza ficou com o rebote, mas não conseguiu fazer o gol.

Após o Ceará crescer no jogo, o Sport mexeu duas vezes. Saíram os atacantes Tréllez e Toró, para as entradas de Mikael e Dalberto. O Ceará aproveitou o momento e fez duas trocas também: saíram Cléber e Saulo Mineiro para a entrada de Felipe Vizeu e Lima. Aos 22, o time finalizou com perigo em chute de Patric que foi defendido por Richard.

Correndo atrás da virada, o Sport continuou modificando o time rumo ao ataque. Aos 30 minutos, saiu o apagado Thiago Neves para entrada de Gustavo Oliveira. Também saiu o volante Marcão para a entrada do meio-campo Ricardinho.

Jogando de forma cômoda, o Ceará seguiu jogando no contra-ataque. E foi assim que o time chegou ao terceiro gol. Após grande passe de Lima, o colombiano Mendoza dominou e bateu com estilo para fechar o placar. O novo camisa 10 do Alvinegro marcou o segundo gol com a camisa do Ceará e coroou sua boa atuação na partida.

Após o terceiro gol, o Sport parecia entregue em campo. O time pernambucano já não tinha o mesmo ímpeto em buscar o ataque e o Ceará tentava controlar o jogo aguardando o fim da partida.

Mas ainda deu tempo para mais um gol. Aos 46 minutos, o Ceará retomou a bola no campo de ataque após saída errada do Sport e, após troca de passes, Vizeu cruzou rasteiro na frente do gol e Pedro Naressi, que entrou no fim do jogo no lugar de Charles, apenas escorou para o fundo do gol.

O POVO 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial