-- ANUNCIE AQUI ! ---------------------------------------------------------------------------

14 dezembro 2021

Moldamais -Futura: Moro cai para um dígito e Lula aumenta a liderança





FOTO: CAROLINA ANTUNES/PR

Publicado em 14/12/2021 - 15:42 Vicente NunesEconomia

ROSANA HESSEL
Em apenas um mês, o nome que despontava como a promessa para a terceira via nas eleições presidenciais de 2022, o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), perdeu força e voltou para um dígito nas intenções de voto para o primeiro turno. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve a liderança e ampliou a vantagem em um eventual segundo turno.



Na 6ª edição da pesquisa de intenção de voto Modalmais-Futura, divulgada nesta terça-feira (14/12), Moro ficou com 9,8% das respostas dos eleitores em pesquisa estimulada sobre a preferência no primeiro turno. Em novembro, o ex-juiz e ex-ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro (PL) detinha 11,9% da preferência, em um cenário com Eduardo Leite (PSDB), e 13,6%, no cenário com João Dória (PSDB).



Após as definições das prévias tucanas, que escolheu Dória como pré-candidato, e o do anúncio da pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS), o ex-presidente Lula permanece na liderança, com 37,9% da preferência dos entrevistados contra 30,6% de Bolsonaro. Na edição de novembro, ambos tinham um percentual maior. O petista tinha 38,6% e 37%, nos mesmos cenários, e o atual presidente, 32,4% e 30,8%, respectivamente.



Em quarto lugar, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes, passou de 6,2% para 6,4%, considerando o cenário com Eduardo Leite de novembro. Com Dória no páreo, Ciro tinha um percentual maior, de 7,2%.



Três nomes entraram na listagem da pesquisa para disputar a preferência do eleitorado: o Cabo Daciolo, com 1,3%; a senadora Simone Tebet, com 0,7% e o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), com 0,6%, Guilherme Boulos (PSOL), que tinha 1,8% em novembro, perdeu metade dos votos e ficou com 0,9%.



Brancos e Nulos, passaram de 3% e 4,1%, para 3,7% e 4,8%, respectivamente, considerando o cenário com João Dória na disputa.



Conforme os dados da pesquisa, Lula tem forte presença no Nordeste, na classe baixa e entre mulheres. Enquanto isso, Bolsonaro é bem cotado no Centro-Oeste, na classe média e entre homens. Já Moro, tem forte presença no centro oeste, classe média e homens.



Segundo turno



Em um eventual segundo turno, Lula continua na frente em todos os cenários em que é citado cresce em relação à pesquisa anterior. Contra Bolsonaro, o Lula ganharia com placar de 50,8% contra 37%. O petista ganhou força enquanto o atual presidente deu uma derrapada. Em novembro, o placar era de 49,7% contra 38,4%.



Lula venceria Moro com 48,9% contra 30,5%. Antes, a vantagem era menor, de 46.6% a 33,6%. Contra Ciro, o petista venceria de 47,7% a 21,3%. O ex-governador teria menos votos do que os 28,75% de brancos e nulos..



Em um embate entre Ciro Gomes e Bolsonaro, o ex-governador do Ceará voltou a ter vantagem, ganhando de 41% contra 39,6%. Em novembro, o atual presidente tinha 40,9% e Ciro, 39,9%.



Bolsonaro também perderia em um segundo turno contra Sergio Moro. Em um eventual segundo turno, o ex-juiz teria 39,7%, acima dos 38,8% da pesquisa de novembro. A fatia do presidente passou de 35,7% para 35,4%.Já contra João Dória, Bolsonaro venceria com 40,3% a 33,8%.



A pesquisa realizou 2 mil entrevistas entre os dias entre os dias 7 e 13 de dezembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o intervalo de confiança, de 95%.
 
Correio Brasiliense Blog do Vicente 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial